Ajuda

Lisboa terá três “salas de chuto” até ao fim do ano: no Lumiar, em Alcântara e outra móvel

Lisboa terá três “salas de chuto” até ao fim do ano: no Lumiar, em Alcântara e outra móvel

As salas fixas vão ser instaladas no Lumiar, perto do Bairro da Cruz Vermelha, e em Alcântara, nas traseiras da estação de tratamento de águas residuais na Avenida de Ceuta. Vai ser criada, ainda, uma unidade móvel para dar resposta à procura de soluções nas zonas oriental e histórica da cidade ...
/

Vida na Cidade

Ajuda

Última mercearia do Castelo vai fechar depois de luta judicial entre proprietário e inquilino

Última mercearia do Castelo vai fechar depois de luta judicial entre proprietário e inquilino

A mercearia Estrela do Castelo é a sexta mercearia a fechar no espaço de cinco anos naquela parte da cidade, situada na freguesia de Santa Maria Maior. Os moradores, maioritariamente idosos, ficam assim sem nenhuma mercearia tradicional perto de casa. ...
/
Há buracos no átrio e cadeiras partidas nas salas de aula na Escola Delfim Santos

Há buracos no átrio e cadeiras partidas nas salas de aula na Escola Delfim Santos

Telheiros em amianto, buracos no chão, infiltrações e pavimento a ceder. Este é o cenário na Escola Delfim Santos, onde também há cadeiras partidas no meio das salas e o mobiliário é o mesmo de há 37 anos. ...
/
Da vereação de Lisboa, Leal Coelho é a única que não declarou rendimentos ao Constitucional neste mandato

Da vereação de Lisboa, Leal Coelho é a única que não declarou rendimentos ao Constitucional neste mandato

Teresa Leal Coelho, vereadora do PSD na Câmara Municipal de Lisboa (CML), foi a única dos 17 elementos do executivo da autarquia da capital que não entregou, até agora, a sua declaração de rendimentos ...
/
O insólito caso da Piscina da Penha de França, fechada desde 2011 e sem data para abrir

O insólito caso da Piscina da Penha de França, fechada desde 2011 e sem data para abrir

O caso já teve tantos avanços e recuos, que se torna difícil explicá-lo. O certo é que aquilo que parecia um problema de resolução relativamente fácil se tornou num pesadelo para as entidades envolvidas e num enorme transtorno para os habitantes da Penha de França ...
/
Nos Anjos há uma mercearia portuguesa que sobrevive à gentrificação

Nos Anjos há uma mercearia portuguesa que sobrevive à gentrificação

Há uma mercearia tradicional portuguesa que resiste à pressão imobiliária e ao boom turístico. Instalado na Rua de Timor, nos Anjos, desde 1948, João Carreiro, dono da loja Frutas & Bebidas, diz que só continua pela “boa vontade”. ...
/
Marcos especiais dos correios: monos na paisagem de Lisboa têm fim anunciado

Marcos especiais dos correios: monos na paisagem de Lisboa têm fim anunciado

Em Lisboa, ainda existem 23 equipamentos do género, muitos estão inactivos e degradados. Deverão, contudo, ser substituídos por “caixas receptáculo” ou pelos tradicionais marcos, confirmou fonte dos CTT a O Corvo. ...
/
Uma década de Associação Renovar a Mouraria, a organização que tirou um bairro histórico da escuridão

Uma década de Associação Renovar a Mouraria, a organização que tirou um bairro histórico da escuridão

A Mouraria tem uma nova cor e devo-o, em grande parte, à Associação Renovar a Mouraria (ARM), que completa dez anos esta segunda-feira (19 de Março). Uma década de trabalho árduo pela reabilitação da auto-estima de um bairro antes marcado pela decadência. ...
/
Moradores e comerciantes ainda gostam da “cidade do futuro”, apesar do boom imobiliário

Moradores e comerciantes ainda gostam da “cidade do futuro”, apesar do boom imobiliário

Há vinte anos, numa zona industrial abandonada, acontecia a Expo 98. A exposição mundial foi um sucesso e, a partir daqueles terrenos, nasceu uma zona nova de Lisboa. ...
/
Loading...

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa