Os automobilistas lisboetas foram, nesta sexta-feira, confrontados com o encerramento da Avenida Ribeira das Naus, para conclusão das obras da segunda fase da requalificação daquele espaço público – que estavam prometidas para Outubro passado. Ao fim da tarde, instalou-se o caos. Na Avenida Infante Dom Henrique, a fila de automóveis e autocarros começava muito antes da estação de Santa Apolónia e movia-se a passo de caracol. Os automóveis eram forçados a desviar-se para a Rua da Alfândega e Rua do Arsenal, mas muitos foram os que tentaram fugir à confusão aventurando-se nas ruas de Alfama e da Graça. Resultado: as vias de saída de Lisboa estavam praticamente todas entupidas e a espera chegou a superar as duas horas. A Câmara diz que o corte da Ribeira das Naus é por tempo indeterminado. Um dia, contudo, já foi de mais.

 

Texto: João Pedro Pincha

  • Jorge
    Responder

    Solução: Andar de transportes públicos. Existe metro, comboios, autocarros e eléctricos.

  • Mario Fernandes
    Responder

    Óptima notícia. Talvez agora se lembrem quem existem transportes públicos. Desde comboios a metro, autocarros e eléctricos, que percorrem o centro da cidade e até vão até aos subúrbios! Dizem até que existe um passe mensal que fica muito mais barato que a gasolina, tempo e nervos que se gasta no trânsito!

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com