É uma exposição fora do comum a que se pode ver até ao próximo sábado, dia 6 de Dezembro, na Calçada do Monte, número 50, onde fica a casa de Maria Ulecia, uma espanhola que veio em visita a Lisboa em 2006 e cá ficou a morar desde então.

Ao longo desse tempo, Maria transformou a habitação que adquiriu na Graça – com seis quartos e um jardim – numa guest-house, habitualmente frequentada por diversos artistas, a maioria dos quais estrangeiros.

Entretanto, meteu um projecto de ampliação da casa na câmara, que foi recentemente aprovado. Pensou então em “ fazer uma festa, antes de encerrar para obras, no mês de Dezembro”, como contou ao Corvo.

 

2014-11-30 16.53.54

 

Mas, estando também ela ligada às artes e tendo muitos amigos a trabalhar em diversas áreas artísticas, decidiu convidá-los a expor as suas obras, ao longo dos diferentes pisos em que se desdobra a sua casa. Dessa ideia e do trabalho de 14 artistas convidados, todos eles amantes da cidade de Lisboa, resultou então uma exposição, domingo inaugurada, a que Maria Ulecia deu o nome “Seis quartos e um jardim. A minha casa em Lisboa antes da demolição”.

É percorrendo a casa que se vão encontrando as obras produzidas pelos convidados de Maria Ulecia, que reinterpretaram o espaço disponível na Calçada do Monte, 50.

No sótão, ao qual se acede por uma escada em caracol, há esculturas em bronze de Elias Aparicio, elas próprias evoluindo em diferentes patamares.

Descendo ao primeiro andar, no quarto à esquerda está um diário gráfico de uma viagem por Portugal, um trabalho de António Merinero, que em colagens reúne memórias suas e do país, que visita sempre que pode. Nelas se mesclam excertos de escrita, carimbados pelos CTT de cidades e vilas portuguesas, como Faro e Melides, com selos coloridos de uma colecção dos anos quarenta do século XX, que, contou o artista ao Corvo, Maria Ulecia encontrou um dia na Feira da Ladra.

Noutro quarto da casa há pinturas de Walter Rosso, “aventuras secretas de liberdade e disciplina”, nas palavras do autor. Já no escritório estão obras de Mireille Duvin e na sala, no piso térreo, uma intervenção da artista plástica Raquel Soares, que gosta de “explorar espaços e matérias pouco visíveis”.

Também os corredores e as escadas são explorados como espaços expositivos. Neles encontram-se trabalhos de Guillermo Trapiello, Marta Botas e Miguel Sanchez Lindo, enquanto no quarto branco há peças de Juan Baraja.

 

2014-11-30 17.23.58

 

Já na área que conduz à zona exterior da casa, estão as obras de Ángeles Atauri, que se apoderou de raízes e outros materiais encontrados no jardim, para com eles compor quadros. E é já no próprio jardim, provavelmente o melhor espaço da casa, com uma magnífica vista sobre o Convento da Graça, a encosta e o Tejo, que se podem ver as cerâmicas de Henriette Arcelin.

A “mi casa en Lisboa” é uma experiência visitável diariamente, das 14h00 às 20h00, até ao próximo dia 6 de Dezembro.

 

Texto: Fernanda Ribeiro

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com