A Orquestra de Jazz de Leiria, com a sua homenagem ao reportório dos compositores Quincy Jones e Sammy Netisco, começa nesta quinta-feira, 21 de Agosto, pelas 19 horas, na Parque das Conchas, ao Lumiar, a longa programação da edição deste ano do festival Lisboa na Rua, organizado pela EGEAC, empresa municipal para as actividades culturais. Até 20 de Setembro, trata-se de dar vida à cidade no último terço do verão, celebrando a fruição do espaço público na época em que as condições meteorológicas melhor o permitem.

 

Todos os espectáculos são de acesso livre. E há muito por onde escolher, num cardápio de espectáculos e acontecimentos artísticos dividido por uma dezena de rubricas: A Arte da Big Band, Noites de Verão, Fitas na Rua, Kiosquorama, Clássicos na Rua, Travessa da Ermida – Projecto Vicente, Sou do Fado, Fuso, Lisboa Verde 3D e, por último, A Nossa Voz. Desta lista, a organização destaca a realização pela primeira vez dos espectáculos Sou do Fado no Largo do Teatro Nacional de São Carlos – que a 5 de Setembro, pelas 21h30, verá Rabih Abou-Khalil actuar com Ricardo Ribeiro – e Kisquorama, festival parisiense que conhecerá agora uma extensão lisboeta no Jardim José Fontana.

 

Outra das novidades deste ano será o Lisboa Verde 3D, da autoria do cineasta Edgar Pêra, projecto que sujeitou algumas das manchas vegetais mais emblemáticas da capital ao seu olhar tridimensional. “Em Lisboa Verde 3D recria-se o universo onírico do mundo verde em espaços simultaneamente bucólicos e urbanos. Os jardins, as hortas e os parques da cidade de Lisboa são ideais para o formato 3D pelas múltiplas perspectivas e níveis de profundidade que proporcionam”, diz o programa do filme-instalação, a ser exibido no Cinema São Jorge, a 29 e 30 de Agosto, pelas 19 horas.

 

Programa completo em: www.lisboanarua.com/2014

 

* Texto corrigido às 10h35 de 21 de Agosto 

 

Texto: Samuel Alemão        Fotografia: José Frade

  • Maria Papoila
    Responder

    toda a programação aqui:

  • Teresa Guerreiro
    Responder

    Quarta? Quinta:)

    • Samuel Alemão
      Responder

      Tem razão, Teresa. Está corrigido. Obrigado.

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com