Se meter o lixo onde não deve, os fiscais vão enviar-lhe a multa para casa

ACTUALIDADE
Samuel Alemão

Texto

VIDA NA CIDADE

Cidade de Lisboa

12 Junho, 2014


Livre-se de deixar sacos do lixo na rua, junto a um ecoponto ou a uma árvore. Dentro em breve, os fiscais das juntas de freguesia de Lisboa, em colaboração com agentes da polícia municipal, começarão a vasculhar neles em busca de indícios de quem possa ter sido o engraçadinho. E, se descobrirem, enviar-lhe-ão a multa para casa. A acção fiscalizadora conjunta das juntas e do município deverá começar até ao final do mês de Junho e pretende dar resposta ao actual cenário de montanhas de lixo e à deposição caótica de resíduos na via pública, sobretudo ao pé dos ecopontos. Alarga-se assim a toda a cidade uma prática já em experiência na freguesia de Belém.

Trata-se de mais uma tentativa de resolver o que ameaça ser um problema crónico. E que se agravou com a transferência de competências e de trabalhadores do município para as juntas de freguesia, efectivada em Março e decorrente da reforma administrativa da capital. “Há necessidade de um reforço da ficalização junto dos ecopontos. E vamos fazê-lo através da polícia municipal, em colaboração com as juntas de freguesia. A remoção dos sacos junto aos ecopontos é uma responsabilidade da Câmara Municipal”, reconheceu o vereador da Higiene, Duarte Cordeiro, na noite desta quarta-feira, durante a reunião descentralizada do executivo destinada a ouvir os munícipes das freguesias da Penha de França e de São Vicente – realizada nesta, no Pavilhão Municipal Castel Branco.

Muito em breve, a câmara promoverá acções de formação conjunta de agentes da polícia municipal e de funcionários das juntas de freguesia – que passaram a assumir competências na área da limpeza das ruas. Depois disso, serão os fiscais das juntas a irem para a rua em busca do que está onde não deveria. Remexendo no lixo, abrirão sacos à procura de qualquer tipo de documento denunciando o potencial lar de origem dos detritos. Caso consigam ter o que considerem ser provas substanciais, comunicá-las-ão aos agentes da polícia municipal, que emitirão coimas a serem pagas pelos supostos infractores. “Serão abertos sacos, mas não todos, isto funcionará por amostragem”, explicou Duarte Cordeiro ao Corvo, no final da reunião. “As pessoas poderão sempre defender-se, naturalmente, contestando”, explicou ainda o autarca.

O anúncio do reforço das medidas para colmatar as falhas na limpeza foi feito pelo vereador, após ouvir as queixas de diversas pessoas sobre o quadro de agravada imundície em diversos pontos das duas freguesias, mas que é sentido um pouco por toda a cidade. “Em curto espaço de tempo, iremos dar resposta à situação, que deverá estar normalizada dentro de semanas”, garantiu Duarte Cordeiro. A resposta será tripla e virá não só através das referidas acções de fiscalização, mas também do recentemente anunciado reforço dos quadros de pessoal da limpeza e ainda de uma nova campanha de comunicação junto dos ecopontos – pois a actual sinalização é qualificada como “desactualizada” pelo responsável do pelouro.

MAIS ACTUALIDADE

COMENTÁRIOS

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografias & Fotografia

Paula Ferreira
Fotografía

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Send this to a friend