O que liga Lisboa, Porto, Hamburgo e Berlim? A resposta do ilustrador Ricardo Cabral pode ser avaliada este fim-de-semana, nos últimos dias do festival Amadora BD, numa exposição e no lançamento da obra “Comic-Transfer”. O livro, em parceria com o desenhador Till Laßmann, insere-se num projecto luso-alemão de residências artísticas sob a temática A Minha Cidade Vista pelos Teus Olhos.

 

Lisboa está presente na maior parte da obra de Ricardo Cabral: das capas da versão portuguesa da revista Time Out ao livro infantil “Expressões com História”, com texto de Alice Vieira. Depois das viagens além-fronteiras registadas em “New Born-10 dias no Kosovo” e “Israel Sketchbook” (Edições Asa), o desenhador de 34 anos reuniu cinco estórias, nacionais e estrangeiras, em “Pontas Soltas-Cidades” (Asa). A obra valeu-lhe o prémio nacional de BD 2012 no salão da Amadora. A distinção fez dele o autor português em destaque no 24º Amadora BD 2013, a par da concepção da imagem do principal evento português de banda desenhada, este ano dedicado ao tema Cenários, que decorre até domingo (10 de Novembro).

 

“Mais do que o cenário, concebido enquanto categoria dramática e ajustada à narrativa em banda desenhada, é o espaço enquanto construtor de sentido que vai ganhando peso na obra de Ricardo Cabral à medida que esta progride no tempo”, nota Sara Figueiredo Costa, no texto de apresentação da exposição no Fórum Luís de Camões. Será no auditório deste equipamento, às portas da Brandoa, que no domingo decorrerá uma sessão sobre o projecto Comic-Transfer, promovido pelo Goethe-Institut Portugal, no qual participaram quatro artistas do grupo Urban Sketchers.

 

O projecto consistiu em duas residências artísticas anuais. Ricardo Cabral e Till Laßmann (2012), seguidos de Marco Mendes e Bo Soremsky (2103), partilharam a sua visão das cidades de Lisboa, Porto, Hamburgo e Berlim. Os primeiros dois artistas que registaram zonas lisboetas, a partir do Jardim do Torel ou do Campo Mártires da Pátria, assinam a obra “Comic-Transfer” (Edições Polvo), a lançar após a sessão de domingo, no fórum onde também está patente uma exposição sobre o projecto luso-alemão.

 

Ricardo Cabral salienta que o projecto lhe permitiu um conhecimento mais profundo do quotidiano de Hamburgo e de Berlim. Uma experiência da qual se retira sempre mais proveito do que numa breve viagem. Como é voltar à capital portuguesa? “Sou de Lisboa. Esta é a minha casa. É uma relação que temos com algo que faz parte de nós. Lisboa é a minha referência”, explica a O Corvo.

 

Apesar de Lisboa se mostrar na sua obra já publicada, o desenhador reconhece que “gostaria de fazer” uma banda desenhada sobre a cidade. Mas isso ficará para um momento apropriado, quando a inspiração lhe ditar o enredo para uma história de maior fôlego. Até lá, continuará a ser “alguém que desenha” (ou que “fotografa” com traços, como se comenta com humor no seu blogue, ricardopereiracabral.blogspot.pt) os bairros da cidade, com o casario e as gentes que o habitam e visitam.

 

O Amadora BD reparte a programação por diversos espaços no concelho, com o núcleo principal no Fórum Luís de Camões. É aqui que estão outras mostras sobre os 75 anos do Super-Homem e de Spirou; as aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy; Fernando Relvas a três tempos; Mutts, de Patrick McDonell; seis autores brasileiros contemporâneos, ou a manga e Yoshiyasu Tamura. Programa completo disponível em www.amadorabd.com.

 

 

Texto: Luís Filipe Sebastião           Ilustração: Ricardo Cabral

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com