Reportagem

Átrio norte da estação de metro do Areeiro está fechado há cinco anos e não se sabe quando reabrirá

Átrio norte da estação de metro do Areeiro está fechado há cinco anos e não se sabe quando reabrirá

No passado dia 9 de Janeiro, o ministro do Ambiente garantiu que o concurso público, para a conclusão da empreitada, será lançado ainda este mês. A empresa de transportes tem, porém, uma versão algo diferente. A O Corvo, o Metro diz estar a aguardar pela portaria de extensão de encargos para lançar um novo concurso, o que só deverá acontecer no primeiro trimestre deste ano. E não avança nenhuma data para a reabertura do átrio norte ...
Sede do Unidos da Glória, comprada por imobiliária “fantasma”, pode fechar e deixar idosos sem local de convívio

Sede do Unidos da Glória, comprada por imobiliária “fantasma”, pode fechar e deixar idosos sem local de convívio

O Clube Futebol Unidos da Glória poderá ter de abandonar, nos próximos meses, a sede onde está há mais de 40 anos. O imóvel foi vendido a uma imobiliária, com actividades ligadas ao alojamento local, e os inquilinos foram informados, por carta, de que apenas passariam a fazer o pagamento para outra conta bancária. Se soubessem que o prédio ia ser adquirido, garantem, teriam exercido o direito de preferência. O presidente da Junta de Freguesia de Santo António lamenta a situação, mas diz que não pode fazer nada para ajudar ...
Lapa está “descaracterizada” e nela constroem-se empreendimentos de luxo “à toa”, criticam moradores

Lapa está “descaracterizada” e nela constroem-se empreendimentos de luxo “à toa”, criticam moradores

As transformações urbanísticas e arquitectónicas em curso na Lapa, na freguesia da Estrela, não agradam à maioria dos habitantes desta zona nobre da cidade. Muitos dizem que os novos prédios são “horríveis” e consideram “desajustados” os materiais utilizados face ao restante edificado do bairro. Aos imóveis antigos têm sido acrescentados andares, numa zona conhecida por casas com menos de três pisos, e abertas garagens, assim os desvirtuando. Há quem não veja, porém, nenhum problema nas alterações. ...
Utentes do metro da zona norte de Lisboa contestam avanço da linha circular e ponderam usar o carro

Utentes do metro da zona norte de Lisboa contestam avanço da linha circular e ponderam usar o carro

Os utilizadores da Linha Amarela queixam-se do mau funcionamento dos transportes públicos e temem que a sua mobilidade piore com a nova linha circular do metro. O futuro troço obrigará quem vem de Odivelas, Ameixoeira e Lumiar a fazer um transbordo no Campo Grande, demorando mais tempo a chegar ao centro da cidade. O Corvo apanhou a Linha Amarela no seu troço Norte para ouvir a opinião dos passageiros. A maioria não quer uma linha circular ...
Cada vez mais gente diz que há demasiado ruído em Lisboa mas não se conhece a real dimensão do problema

Cada vez mais gente diz que há demasiado ruído em Lisboa mas não se conhece a real dimensão do problema

Cada vez mais pessoas reclamam dos transtornos causados pelo excesso de barulho e os seus impactos na saúde física e mental. As histórias repetem-se por toda a cidade, principalmente nas zonas de animação nocturna coincidentes com áreas residenciais, como o Bairro Alto. Apesar do Ministério do Ambiente ter recebido apenas dez reclamações relacionadas com o ruído, em 2018, a associação ambientalista Zero garante haver mais ...
Moradores do Beato surpreendidos e indignados com fecho do balcão dos CTT em Xabregas na véspera de Natal

Moradores do Beato surpreendidos e indignados com fecho do balcão dos CTT em Xabregas na véspera de Natal

Em Xabregas, ninguém estava à espera de não conseguir levantar encomendas e correspondência, esta semana. O posto de correios da zona fechou, esta segunda-feira (24 de Dezembro), sem qualquer aviso antecipado. Quem se desloca ao balcão dos CTT depara-se apenas com um folheto, colado na porta, com a indicação das lojas onde se deve deslocar agora. Algumas são, porém, demasiado longe, para pessoas com dificuldades de locomoção e financeiras. O presidente da Junta de Freguesia do Beato também se diz surpreendido pelo encerramento. E ainda busca alternativas para a população ...
Há quatro rotas feministas por Lisboa para resgatar a memória das lutas das mulheres e o seu lugar na cidade

Há quatro rotas feministas por Lisboa para resgatar a memória das lutas das mulheres e o seu lugar na cidade

Centenas de mulheres participaram em momentos marcantes da história, mas a sua presença na toponímia da cidade é quase invisível. A Associação Mulheres Sem Fronteiras começou a organizar, por isso, rotas pelos locais de muitos desses acontecimentos. O objectivo é dar a conhecer as protagonistas e colmatar as lacunas dos roteiros históricos tradicionais. Há quatro percursos definidos: um nas Avenidas Novas; outro na zona do Chiado, que evoca as feministas republicanas; outro na Avenida Almirante Reis, relacionado com a luta pelo direito ao voto; e uma rota de arte urbana, em Marvila ...
Bloco de Esquerda apoia ocupações ilegais de casas da Câmara de Lisboa por “gente sem alternativa que não a rua”

Bloco de Esquerda apoia ocupações ilegais de casas da Câmara de Lisboa por “gente sem alternativa que não a rua”

No Bairro Carlos Botelho, na freguesia do Beato, um casal a ocupar uma casa ilegalmente recebeu ordens da Câmara Municipal de Lisboa (CML) para sair até esta quarta-feira (19 de Dezembro). Se tiverem mesmo de abandonar a habitação, prometem, voltarão a arrombar a porta e a entrar, por falta de alternativas. Os moradores furtivos acusam a autarquia de não estar preocupada com o vasto património habitacional de que é detentora, deixando-o ao abandono. ...
Sobram contradições sobre suposto despejo pelo PCP de uma associação de reformados e idosos da Ajuda

Sobram contradições sobre suposto despejo pelo PCP de uma associação de reformados e idosos da Ajuda

No início de Outubro, a Comissão Unitária de Reformados e Idosos da Ajuda (CURIFA), a funcionar no rés-do-chão de um prédio da Rua das Mercês, ficou a saber que o seu novo senhorio era o vizinho do andar cima: o PCP. Mas também que teria de abandonar o imóvel, pois o partido vai fazer obras e não os quererá de volta. A novidade deixou muitos dos associados em choque e terá criado divisões na direcção. O presidente e o tesoureiro, porém, garantem falar a uma só voz e elogiam os comunistas ...
Pilaretes de cimento e de pedra estão a ser removidos em diversas ruas e avenidas do centro de Lisboa

Pilaretes de cimento e de pedra estão a ser removidos em diversas ruas e avenidas do centro de Lisboa

Há milhares de pilaretes de cimento nas ruas da capital. Muitos deles estarão na origem de muitos acidentes. Como não são facilmente visíveis, foram considerados ilegais. Por isso, algumas juntas de freguesia estão a removê-los. A intervenção começou nas Avenidas Novas, onde já foram eliminados 575 pilaretes. A ideia é retirar da via pública 2.300 destas peças, das quais mais de metade nem sequer serão substituídas por pilaretes metálicos. Tal só acontecerá em áreas onde o estacionamento é mais difícil e onde muitos automobilistas estacionam no passeio. Areeiro e Arroios estarão a fazer idênticas intervenções ...
Na Picheleira trabalha-se com medo e há espaços municipais que albergam 'salas de chuto' ilegais e carros furtados

Na Picheleira trabalha-se com medo e há espaços municipais que albergam ‘salas de chuto’ ilegais e carros furtados

Sete artistas a trabalharem em imóveis municipais, na freguesia do Beato, queixam-se de tentativas de assalto frequentes e de conviverem paredes-meias com espaços ocupados abusivamente. Nestes consomem-se drogas e até há quem lá guarde carros furtados. Em 2005, os artistas assinaram protocolos para de ocupação de espaços não-habitacionais da Câmara de Lisboa para ali montarem os seus ateliês. Investiram dezenas de milhares de euros na reabilitação dos novos locais de trabalho ...
Dar o nome de José Saramago a praça renovada no Campo das Cebolas divide opiniões dos comerciantes da zona

Dar o nome de José Saramago a praça renovada no Campo das Cebolas divide opiniões dos comerciantes da zona

A atribuição do nome Largo José Saramago à área em frente à Casa dos Bicos, requalificada recentemente, não agrada a todos. O sítio é conhecido por Campo das Cebolas e há quem receie que a designação original seja esquecida. Mas também há também quem elogie a decisão da autarquia e considere que esta é uma forma de chamar mais turistas, atraídos pelo Nobel da Literatura. “O que tem dado mais nome à zona, e ajudado até nos nossos negócios, é o José Saramago”, diz um comerciante ...
Vizinhos e visitantes do miradouro do Largo das Necessidades dizem que novo hospital lhes rouba a vista do Tejo

Vizinhos e visitantes do miradouro do Largo das Necessidades dizem que novo hospital lhes rouba a vista do Tejo

A grande maioria dos que frequentam o Miradouro do Largo das Necessidades não consegue deixar de reparar na grande barreira que, nas últimas semanas, a partir dali, se lhes interpõe entre a vista e a zona ribeirinha do Tejo. A construção do novo hospital Cuf Tejo, em Alcântara, alterou de forma radical a paisagem. E há quem não gosto do que vê. “É um autêntico mamarrachão o que aí está! Tirou-nos a vista que tínhamos daqui, que era uma coisa linda”, queixa-se Maria Silva, moradora no largo ...
Mercearias de Lisboa adaptam-se a clientes estrangeiros e tentam manter antigos, com menos poder de compra

Mercearias de Lisboa adaptam-se a clientes estrangeiros e tentam manter antigos, com menos poder de compra

As mercearias tradicionais dos bairros da capital continuam a ser muito procuradas pela qualidade e diversidade dos produtos. Sobretudo na altura do Natal, quando as grandes superfícies comerciais estão repletas de gente. Com as transformações da cidade, e o aumento de estrangeiros a viverem nas freguesias mais caras de Lisboa, as lojas de conveniência também estão a adaptar-se a um cliente com um poder de compra mais elevado. Os novos compradores são mais exigentes, garantem os lojistas. ...
Família da Bica com ordem de despejo de prédio que é de paróquia de Coimbra

Família da Bica com ordem de despejo de prédio que é de paróquia de Coimbra

A 24 de Outubro, Ami Pereira, com uma filha de 10 anos, teve de enfrentar uma realidade com que tantas vezes se tinha deparado na comunicação social. Desta vez, havia-lhes calhado a elas: o seu senhorio não queria renovar o contrato e Ami e a criança deviam abandonar a sua casa num prazo máximo de seis meses. O senhorio é a Paróquia de Colmeal, en Coimbra ...
Escola de Marvila fechada em 2010 por causa do TGV e deixada ao abandono continua à espera de uma solução

Escola de Marvila fechada em 2010 por causa do TGV e deixada ao abandono continua à espera de uma solução

Mandada encerrar à pressa, para permitir a desejada construção da Terceira Travessia do Tejo, a usar pela ferrovia de alta velocidade, a Escola Secundária Afonso Domingues definha desde então. Os roubos e a vandalização do estabelecimento em que estudou José Saramago começaram pouco depois de fechadas as portas. E têm-se mantido ao longo dos últimos oito anos. A decadência alastrou ao exterior, convertido em vazadouro de obras e lixeira. ...
Medina diz que projecto do Martim Moniz pode ser alterado, mas na zona até há quem defenda a proposta

Medina diz que projecto do Martim Moniz pode ser alterado, mas na zona até há quem defenda a proposta

O plano de renovação da zona central da Praça Martim Moniz tem sido muito criticado, mas o presidente da Câmara de Lisboa garantiu, em reunião pública de câmara, que a concessionária está disponível a ouvir as propostas da comunidade e até a alterar o projecto. Na zona, porém, há quem critique as constantes intervenções no espaço público. “Talvez já seja de mais”, critica um comerciante ...
Moradores de Belém queixam-se de agressões, vandalismo e consumo de droga por adolescentes à porta de casa

Moradores de Belém queixam-se de agressões, vandalismo e consumo de droga por adolescentes à porta de casa

Residentes na Rua Alexandre de Sá Pinto, onde funcionam várias escolas, queixam-se de, todas as semanas, serem vítimas de bullying e agredidos por estudantes da Escola Secundária Marquês de Pombal. É comum ver os jovens sentados no capô dos carros, parados no meio da rua, impedindo a circulação normal do trânsito, a queimarem estores das habitações com isqueiros, a riscarem viaturas ou a grafitarem paredes. Os residentes sentem-se inseguros e dizem que o estabelecimento de ensino não tem condições para receber estes alunos ...
Parque das Nações é a “melhor freguesia” para se viver na Grande Lisboa, mas nem todos o sentem

Parque das Nações é a “melhor freguesia” para se viver na Grande Lisboa, mas nem todos o sentem

A proximidade com o rio Tejo, as vastas áreas ajardinadas, a segurança e os bons acessos colocaram a freguesia do Parque das Nações no primeiro lugar das melhores freguesias para se viver na Grande Lisboa, num estudo feito recentemente por um portal imobiliário. O aumento do turismo e a consequente degradação das zonas verdes, porém, estarão a prejudicar o quotidiano dos moradores. Com mais gente a circular no bairro, os habitantes exigem mais limpeza e policiamento, duas áreas que apontam como deficitárias. Nas traseiras da Gare do Oriente, porém, as carências são ainda mais amplas ...
Entre a Bica, o Bairro Alto e Santa Catarina, é grande a revolta contra a insegurança e o tráfico de droga

Entre a Bica, o Bairro Alto e Santa Catarina, é grande a revolta contra a insegurança e o tráfico de droga

“Isto está mau, mau. Está horrível, cada vez pior”, queixava-se uma comerciante, ao início da tarde desta quarta-feira (21 de Novembro), durante a visita da vereadora e presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, organizada para denunciar tal quadro. Perante a manutenção de um problema que está longe de ser novo, e até se tem agravado nos últimos três anos, multiplicam-se por ali os relatos de gente que diz já não conseguir viver e trabalhar descansada. ...
Loading...

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografias & Fotografia

Paula Ferreira
Fotografía

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com