Reportagem

Bairro do Calhau, uma comunidade isolada do resto de Lisboa e onde os habitantes se sentem esquecidos

Bairro do Calhau, uma comunidade isolada do resto de Lisboa e onde os habitantes se sentem esquecidos

Longe do alvoroço do coração da cidade, em São Domingos de Benfica, há um bairro isolado da restante freguesia, de tal forma que os moradores se sentem abandonados. O aglomerado nasceu do processo de realojamento dos moradores de um núcleo de barracas no início da década de 80. Mas, desde então, pouco ou nada foi feito na reabilitação e manutenção do património municipal, queixam-se os moradores, na sua maioria idosos. Em 2013, a mercearia e o posto de cuidados médicos básicos encerraram, deixando os residentes sem um único serviço público básico ...
Nos terminais fluviais de Terreiro do Paço e Barreiro, há centenas de utentes a desesperarem para entrar no barco

Nos terminais fluviais de Terreiro do Paço e Barreiro, há centenas de utentes a desesperarem para entrar no barco

Vários barcos, que ligam Lisboa ao Barreiro, começaram a ser suprimidos em meados de Maio, muito por culpa de uma greve dos mestres da Soflusa. Esta semana, a situação agravou-se. As ligações fluviais falham várias vezes e ininterruptamente, nas horas de maior afluxo, deixando centenas de utentes retidos nos terminais. As pessoas amontoam-se, algumas caem e outras, desesperadas, saltam e partem os vidros das cancelas para entrarem no cais de embarque. “É a guerra do mais forte, estamos todos pressionados como sardinhas”, critica uma passageira. ...
Biblioteca Palácio Galveias, reabilitada há dois anos por mais de 2 milhões de euros, já tem infiltrações e tectos a cair

Biblioteca Palácio Galveias, reabilitada há dois anos por mais de 2 milhões de euros, já tem infiltrações e tectos a cair

Quem entra na principal biblioteca municipal de Lisboa, no Campo Pequeno, duvida que esta foi recentemente requalificada e recebeu a maior fatia do orçamento destinado à renovação da rede de bibliotecas sob gestão camarária. Na escadaria de acesso ao primeiro piso, há infiltrações numa das paredes. Na sala de leitura do piso 1, as pinturas a fresco, no tecto restaurado, também estão a desaparecer. E na passagem do Salão Nobre para o balcão de empréstimo, parte do tecto caiu. ...
Há um novo projecto que está a levar centenas de pessoas pela primeira vez ao Teatro Dona Maria II

Há um novo projecto que está a levar centenas de pessoas pela primeira vez ao Teatro Dona Maria II

Em pouco mais de meio ano, mais de 300 pessoas conheceram o Teatro Nacional Dona Maria II, através do projecto “Primeira Vez”. Muitas delas passaram, durante décadas, frente ao edifício, mas nunca lá entraram, por receio de “não ser para elas” e outras ideias pré-concebidas que, afinal, não faziam sentido, admitem agora. Quem nunca ali entrou para ver uma representação pode agora assistir a três peças pelo valor de seis euros, cada uma, fazer uma visita guiada pelo edifício do século XIX e conversar com a equipa artística dos espectáculos. ...
Autocarros, carros, tuk-tuks e “ubers” disputam espaço e causam o caos no acesso ao Castelo de São Jorge

Autocarros, carros, tuk-tuks e “ubers” disputam espaço e causam o caos no acesso ao Castelo de São Jorge

A poucas dezenas de metros do Castelo de São Jorge, no Largo do Contador Mor, há tuk-tuks a circular numa zona interdita a veículos de animação turística, carros das plataformas de transporte estacionados na paragem de autocarro e viaturas particulares em cima dos passeios. A carreira 737 da Carris fica, frequentemente, parada, à espera que o condutor de um carro mal-estacionado ou o reboque da polícia cheguem. Desde que começou a circular um autocarro maior, o motorista tem mais dificuldade em fazer manobras. A comunidade local está a preparar uma petição, exigindo a resolução do problema ...
Nova investigação a vestígios neolíticos em Monsanto poderá dar pistas sobre as primeiras populações de Lisboa

Nova investigação a vestígios neolíticos em Monsanto poderá dar pistas sobre as primeiras populações de Lisboa

O Centro de Arqueologia de Lisboa (CAL) está a preparar uma campanha de estudo aprofundado sobre as primeiras populações sedentárias do território coincidente com a actual capital portuguesa. As informações e os vestígios existentes sobre o período Neolítico na zona de Lisboa são escassos e encontravam-se dispersos. Mas o esforço de uma pequena equipa de investigadores do CAL está a juntar todas as “pontas soltas” para traçar uma narrativa daquela época. A partir de agora, as atenções estarão centradas em escavações arqueológicas a realizar no Parque Florestal de Monsanto ...
De forma discreta, Arroios está a transformar-se no bairro dos “cafés literários” e das livrarias independentes

De forma discreta, Arroios está a transformar-se no bairro dos “cafés literários” e das livrarias independentes

Longe da confusão do centro histórico de Lisboa, mas ainda assim suficientemente próximo do coração da cidade, o bairro assume-se cada vez mais como um pólo de atracção para todos os que gostam de livros. Numa zona em acelerada mudança, a poucas centenas de metros uns dos outros, e com horários distintos, concentram-se agora livrarias e “cafés literários”. Embora diferentes entre si, as lojas convidam a que por ali se faça um roteiro tendo a leitura em papel como azimute. ...
Arruamento de Lisboa vai ser demolido e vedado por perigo de derrocada da escarpa do Parque da Bela Vista

Arruamento de Lisboa vai ser demolido e vedado por perigo de derrocada da escarpa do Parque da Bela Vista

As instruções são claras: é necessário abandonar o local o mais depressa possível, devido ao risco de derrocada. Todas as construções existentes na Rua Quinta da Noiva, junto à Avenida Almirante Gago Coutinho, deverão ser desocupadas, até 30 de Abril, para serem demolidas e se criar um perímetro de segurança com 20 metros. Seguir-se-ão obras de consolidação da arriba calcária. A operação obrigará à desocupação de armazéns e sobretudo oficinas automóveis ...
No Mercado de Benfica elogia-se novo serviço de entregas ao domicílio, mas ainda faltam chegar as encomendas

No Mercado de Benfica elogia-se novo serviço de entregas ao domicílio, mas ainda faltam chegar as encomendas

As entregas gratuitas ao domicílio arrancaram há uma semana (15 de Abril) no Mercado de Benfica, o primeiro da rede de 28 mercados municipais de Lisboa a aderir à iniciativa. Para já, ainda não há encomendas, mas não será por muito tempo. Há quem veja no novo serviço uma grande mais-valia, porque se chega cada vez mais tarde a casa e esta é uma boa forma de “preservar a compra de artigos frescos”. Mas há quem seja relutante a esta novidade. “Vir ao mercado é uma forma de sair de casa”, diz uma cliente octogenária. Os vendedores também estão divididos ...
Terminal de Cruzeiros de Lisboa recebe milhares de turistas, mas em alguns dos bairros à volta quase não se nota

Terminal de Cruzeiros de Lisboa recebe milhares de turistas, mas em alguns dos bairros à volta quase não se nota

Inaugurado há mais de um ano, o novo terminal de cruzeiros da capital já recebeu 558 mil pessoas. O turismo de grandes navios atravessa uma das melhores fases de sempre, mas quem trabalha nos bairros do Vale de Santo António, Santa Engrácia e Beato garante que ali “não chega um turista dos barcos”. Na Rua do Vale de Santo António, o cenário é preocupante. Já o presidente da Junta de Freguesia do Beato debate-se “há anos” para pôr o Beato no mapa dos roteiros turísticos, mas a luta tem sido inglória ...
Há escolas geridas pela Câmara de Lisboa com muros a cair e a precisarem de obras “urgentes” há décadas

Há escolas geridas pela Câmara de Lisboa com muros a cair e a precisarem de obras “urgentes” há décadas

Na capital, há centenas de crianças a terem aulas em monoblocos há vários anos, sem ginásio, recreio ou uma cantina com condições de higiene e segurança. O estado de degradação dos edifícios escolares é preocupante, o que levou já ao encerramento de duas escolas no final do mês passado. Uma delas não tem obras estruturais há mais de cem anos. A autarquia, responsável pela gestão de 93 escolas básicas do primeiro ciclo e jardins-de-infância, encomendou, no verão passado, um estudo ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC). E promete avançar com obras em dez estabelecimentos, até ao fim do ano ...
Encerramento iminente de farmácia angustia a população (sobretudo) idosa do bairro lisboeta de Santa Engrácia

Encerramento iminente de farmácia angustia a população (sobretudo) idosa do bairro lisboeta de Santa Engrácia

A notícia do fecho do estabelecimento foi conhecida no final do ano passado e logo motivou apreensão entre os residentes daquela parte da freguesia de São Vicente. Maioritariamente idosos, habituaram-se a ver a Costa Ferreira, há mais de oito décadas na esquina das ruas Fernão de Magalhães e Washington, como algo mais que uma simples farmácia. Misto de posto de primeiros socorros e centro social, o seu encerramento “representará um grande transtorno, mais até do que se fosse a junta de freguesia” ...
A arte urbana está a ser utilizada para resgatar o antigo Casal Ventoso à narrativa de exclusão e marginalidade

A arte urbana está a ser utilizada para resgatar o antigo Casal Ventoso à narrativa de exclusão e marginalidade

Durante quatro dias, o artista SMILE esteve a desenhar o rosto de uma miúda, na empena de um velho prédio da Quinta do Cabrinha. Pretende-se que funcione como reflexo dos sentimentos de esperança das crianças e dos jovens daquela zona da cidade. A obra, intitulada “Stay True”, junta-se ao mural colectivo, feito há duas semanas, na Quinta do Loureiro. Os problemas existem, é verdade, mas, como diz o artista 2CarryOn, “há mais coisas a acontecer no bairro” ...
Atravessar a Avenida Infante Santo a pé ou de carro é um risco constante, queixam-se residentes e comerciantes

Atravessar a Avenida Infante Santo a pé ou de carro é um risco constante, queixam-se residentes e comerciantes

Acidentes e atropelamentos serão ali frequentes. A longa avenida, que liga a Estrela à 24 de Julho, é bastante inclinada e percorrida por imensos carros. Quase sempre a grande velocidade. Uma petição organizada por moradores quer medidas urgentes para mudar tal cenário. Pedem-se lombas, mais semáforos, pinos no corredor central e mesmo a criação de uma rotunda. ...
Sem tecto e sem saber lidar com a burocracia, há gente a viver ao relento junto ao Marquês de Pombal

Sem tecto e sem saber lidar com a burocracia, há gente a viver ao relento junto ao Marquês de Pombal

Sob os vãos dos edifícios, mas também noutros recantos, de uma das mais centrais zonas da capital dormem pessoas com vidas desestruturadas e sem saberem como sair da rua. À espera de entrarem num apartamento municipal em Marvila, enquanto as obras de requalificação não terminam, Eduardo Simões e Paula Silva pernoitam ao frio, junto a um prédio entaipado ...
Novo parque privado em terreno onde antes todos estacionavam gera conflito de vizinhos em Santa Apolónia

Novo parque privado em terreno onde antes todos estacionavam gera conflito de vizinhos em Santa Apolónia

Um terreno junto a um complexo habitacional situado ao lado dos restos do Baluarte de Santa Apolónia era utilizado, até há pouco, como estacionamento de uso livre. A administração do condomínio decidiu alcatroar o espaço, colocar sinalização e proibir a utilização por terceiros. E até criou dísticos e folhetos com advertências de penalização para infractores. Há, contudo, quem não se conforme com as novas regras, alegando que a fracção não é privada e considere, por isso, que a situação configura uma usurpação do espaço público. “O terreno é nosso, não há dúvidas”, diz o condomínio ...
Nova ciclovia e mudanças no trânsito da Avenida de Paris acabam com segundas filas mas estão a gerar controvérsia

Nova ciclovia e mudanças no trânsito da Avenida de Paris acabam com segundas filas mas estão a gerar controvérsia

As alterações em curso numa via com muito comércio e que, durante décadas, assegurou a ligação viária entre a Praça de Londres e a Avenida Almirante Reis não estarão a ser bem vistas por todos. Na verdade, estão até a dividir uma comunidade. Mais do que a construção de uma ciclovia, o que está a irritar alguns é a alteração ao esquema de circulação automóvel, com a inversão do sentido entre a Rua Presidente Wilson e a Praça de Londres. Há até quem já sinta as consequências e planeie fechar a loja. ...
Moradores da Graça contestam construção de condomínio de luxo em logradouro antes cheio de árvores

Moradores da Graça contestam construção de condomínio de luxo em logradouro antes cheio de árvores

O que era um terreno de 0,6 hectares, densamente arborizado, numa encosta com vista sobre o Tejo, prepara-se para ser cenário de construção de um condomínio de luxo. Algo de que os moradores ficaram a saber, há poucas semanas, quando as máquinas entraram pelo logradouro adentro e derrubaram quase todas as árvores. Depois do choque, mobilizam-se para suspender o projecto ...
Espaço Júlia já recebeu 63 queixas de violência doméstica de Lisboa este ano e muitas são de adolescentes

Espaço Júlia já recebeu 63 queixas de violência doméstica de Lisboa este ano e muitas são de adolescentes

Não há um dia em que o Espaço Júlia, equipamento social que recebe vítimas de violência doméstica em Lisboa, há quase quatro anos, não atenda pelo menos uma pessoa. Vêm, principalmente, das freguesias de Arroios, Misericórdia, Santa Maria Maior e Santo António, zonas onde opera o centro de apoio. Há cada vez mais casos de adolescentes vítimas de actos de violência e muitos encontram ali uma resposta ...
Alcântara já tem carreira de bairro e chega a sítios onde não passavam transportes públicos há mais de 50 anos

Alcântara já tem carreira de bairro e chega a sítios onde não passavam transportes públicos há mais de 50 anos

A 73B, a nova carreira da freguesia de Alcântara, só começou a andar no início desta semana (25 de Fevereiro), mas rapidamente transformou-se num local de encontro dos moradores do bairro. Muitos só a apanham, admitem, para passar o tempo e fazer amigos. “Nunca saio de casa, já não tenho alegria nenhuma. Se não fossem estes transportes, ainda saía menos”, diz uma habitante. Um discurso repetido por vários utentes, a maioria idosos. Mas o novo transporte não é só utilizado por reformados, garante o motorista. ...
Loading...

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografias & Fotografia

Paula Ferreira
Fotografía

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa