Publicidade a cobrir o interior e o exterior das carruagens do metropolitano de Lisboa

ACTUALIDADE
Samuel Alemão

Texto

MOBILIDADE

Cidade de Lisboa

7 Fevereiro, 2017


Uma composição do Metropolitano de Lisboa tem, nas últimas semanas, circulado na linha verde com o seu interior e o seu exterior, vidros incluídos, completamente cobertos por uma tela autocolante com publicidade à marca de refrigerantes Coca-Cola. E esse poderá bem vir a ser a opção a adoptar em mais carruagens e composições deste meio de transporte colectivo. Tal foi admitido pela empresa pública, se bem que de forma implícita, em resposta às questões levantadas por O Corvo.

Às duas perguntas – “Trata-se de uma nova prática, a continuar daqui em diante?” e “Se sim, quantas composições passarão a circular com publicidade disposta desta forma?” -, a administração do Metropolitano de Lisboa demorou 11 dias a responder. “O Metropolitano de Lisboa tem a sua actividade de publicidade concessionada a terceiros. De acordo com este contrato de concessão, o ML pretende maximizar a receita destes serviços, sendo a gestão do negócio da total responsabilidade do nosso parceiro”, diz a empresa, por escrito.

Publicidade a cobrir o interior e o exterior das carruagens do metropolitano de Lisboa

No sítio oficial da empresa, na página sobre informação relativa à “publicidade e espaços comerciais”, não existe qualquer referência à exploração publicitária das carruagens por si operadas. Aí refere-se, sim, a existência de espaço publicitário nas estações – em “vários formatos e meios passíveis de serem alugados, nomeadamente: mupis, colunas, paredes, sancas e canais de acesso” -, bem como no cartão viva viagem, no próprio sítio do Metropolitano de Lisboa, na aplicação mobile (iPhone e Android) ou ainda na Revista “Via Lx”. A colocação de anúncios publicitários dentro das composições é uma prática já com diversos anos, mas a colagem de telas autocolantes com esse fim no interior e no exterior das carruagens é uma novidade.

MAIS ACTUALIDADE

COMENTÁRIOS

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografias & Fotografia

Paula Ferreira
Fotografía

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Send this to a friend