Projectos na área da educação vencem Orçamento Participativo de Benfica 2015

ACTUALIDADE
Samuel Alemão

Texto

DR

Fotografia

VIDA NA CIDADE

Benfica

13 Outubro, 2015

Os três projectos mais votados na edição deste ano do Orçamento Participativo (OP) da freguesia de Benfica estão relacionados com a área da educação. Fazem parte do grupo das cinco intervenções situadas no topo da lista das preferências dos votantes da edição de 2015 deste instrumento, e às quais serão atribuídas dotações individuais de cinco mil euros para a sua concretização. A lista foi divulgada, ao princípio da tarde desta segunda-feira (12 de Outubro), pela Junta de Freguesia de Benfica, que reservará 25 mil euros do seu orçamento deste ano para a realização dos projectos vencedores.


 

Os dois projectos mais votados dizem ambos respeito a intervenções no mesmo estabelecimento de ensino: a Escola Básica 1 Jorge Barradas. Assim, a “instalação de um telheiro na EB1 Jorge Barradas que faça a ligação entre o portão da escola e a porta principal do edifício, para proteção das crianças nos dias de chuva”, um projecto identificado com o número 17, teve 178 votos e foi a vencedora do OP 2015 de Benfica – o qual contou com uma participação de 463 eleitores, que votaram em um, dois ou três dos 17 projetos propostos pela população e selecionados para a fase final de votação, que decorreu de 14 de Setembro a 2 de Outubro. No total, foram registados 1156 votos válidos.

 

Já a segunda intervenção mais votada desta edição do OP Benfica, com 155 votos, foi a identificada com o número 9: “Proporcionar uma sala de aula funcional e digna às crianças que frequentam a turma 2º/2ª da EB1 Jorge Barradas: colocação de estores; pintura das paredes, recuperação dos painéis de corticite, substituição das lâmpadas/arrancadores dos candeeiros de teto. Se possível, arranjar um computador para o uso dos alunos, o que lá está é tão obsoleto que se torna impossível usá-lo”. Isto significa, como é óbvio, que o mesmo estabelecimento de ensino vai receber 10 mil euros para realizar as referidas intervenções.

 

Em terceiro lugar na votação, com 120 votos, situou-se o projecto número 12, o qual propõe a “criação de zona abrigada com cobertura de acesso/permanência dos alunos da escola EB1 José Salvado Sampaio”. A proposta que surge logo depois na lista de preferências dos que expressaram a sua opinião foi a identificada com o número 16, com 105 votos, que propõe a “criação de uma nova imagem e modelo de comunicação para o Mercado de Benfica”. Por último, o projecto número 10, que recebeu 96 votos, prevê um intervenção de cariz social, através da “organização de um núcleo educativo de informática para adultos e adultos seniores” da freguesia de Benfica.

MAIS ACTUALIDADE

COMENTÁRIOS

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografias & Fotografia

Paula Ferreira
Fotografía

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Send this to a friend