Um dos mais danificados painéis de azulejos da Avenida Infante Santo começou há escassos dias a ser restaurado. Trata-se uma obra de 1958 assinada por Júlio Pomar e Alice Jorge, uma composição em tons suaves que junta figuras típicas da Lisboa dessa época – a menina debruçada na janela, o vendedor ambulante com o seu jumento, o rapaz que brinca descalço, um homem com cabazes de peixe ou um vendedor de castanhas. “Faltam ao painel 617 azulejos, que foram feitos na Fábrica Sant’Anna e que agora irão ser reproduzidos e recolocados”, disse no local Cidália Bento, técnica da Fundação Ricardo Espírito Santo, entidade a quem foi entregue o restauro. Para isso, a Câmara Municipal forneceu aos especialistas da fundação reproduções deste painel, acrescentou a mesma fonte. Os trabalhos deverão levar quatro meses. O painel agora em restauro faz parte de um conjunto de cinco, considerado um dos bons exemplos da azulejaria portuguesa contemporânea. Entre os seus autores estão artistas como Maria Keil, Carlos Botelho, Eduardo Nery ou Sá Nogueira, mas quase todos os trabalhos apresentam problemas resultantes de falta de conservação ou vandalismo. O painel de Maria Keil há mais de dez anos que espera arranjo, depois de um restauro que correu mal e que levou a artista a propor que o retirassem da parede onde foi colocado, no lado nascente da Infante Santo. O painel de Sá Nogueira, dedicado ao mar, é outro dos que mostra sinais de degradação importantes.

 

Texto e fotografia: Francisco Neves

  • António Rei Costa
    Responder

    já não é sem tempo

  • Manuel Ferreira C
    Responder

    o que fazem as eleições…

  • Responder

    Finalmente!

  • Cidalia Bento
    Responder

    Existem algumas correcções a fazer ao texto publicado.

    A fabrica que produziu a obra não foi a Constância, mas a Fabrica Sant’Anna.

    Está a ser efectuada a recolha de dados para a manufactura de replicas dos azulejos em falta.

    • corvo
      Responder

      Tem toda a razão Cidália. Vamos proceder à correcção.

      • Cidalia Bento
        Responder

        Agradecida.

  • Vespinha
    Responder

    Boas notícias, bem merece.

  • João de Oliveira Cachado
    Responder

    É sempre com um enorme orgulho que acedo às notícias em que vou acompanhando a carreira notável de Cidalia Bento, minha ex-aluna. O seu sucesso é merecidíssimo. Além de uma dose de talento inegável, a Cidália é uma trabalhadora incansável, um exemplo a ter sempre em consideração no sofisticado domínio da recuperação do património, na sua especialidade que é a azulejaria.

  • João Bacelar Begonha
    Responder

    Ou estou a ver mal a fotografia, ou na pata traseira do burro está um azulejo trocado, talvez por falta de supervisão.

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com