Tornou-se já num hábito, desde 2008. E sempre a bater recordes de participação. Desta quarta-feira (8 de Abril), e até 7 de Junho próximo, está aberta a fase de recepção de propostas da edição 2015/2016 do Orçamento Participativo de Lisboa, que dá a todos os cidadãos a possibilidade de elegerem os projectos que desejam ver concretizados na cidade. À imagem dos últimos anos, estará em causa o destino a dar a 2,5 milhões de euros a inscrever no orçamento camarário para 2016. As propostas que serão mais tarde colocadas à votação dos lisboetas podem ser apresentadas através do Portal da Participação de Lisboa (www.lisboaparticipa.pt) ou nas diversas iniciativas que a Câmara Municipal de Lisboa irá organizar, como as assembleias participativas que decorrerão nas várias freguesias.

 

O referido montante será dividido, como vem sendo hábito, por dois grupos: um milhão de euros para o conjunto dos projetos de valor igual ou inferior a 500.000 euros; 1,5 milhões de euros para o conjunto dos projetos de valor igual ou inferior a 150.000 euros. Isto tem significado, nas últimas edições, a escolha de um par de projectos na categoria de valores mais elevada e de pouco mais de uma dezena de propostas na categoria seguinte. Na edição anterior, cujos vencedores foram uma rede universitária de ciclovias e os “Trilhos de Monsanto”, foram colocados a votação final 211 projectos, recebendo um total de 36.032 votos. O valor mais elevado de sempre. A lista provisória dos projectos selecionados para irem a votação nesta edição sairá a 21 de Setembro, ocorrendo a escolha popular entre 5 de Outubro e 15 de Novembro.

 

Texto: Samuel Alemão

 

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com