Ideias não têm faltado, desde 2008. Chegou a altura de começar a prepará-las, outra vez, para as transformar em candidaturas. A edição 2014 do Orçamento Participativo receberá, entre 7 de Abril e 7 de Junho, através do sítio www.lisboaparticipa.pt e de assembleias participativas ainda a agendar, as propostas a serem colocadas a votação, no segundo semestre. À imagem do sucedido no ano anterior, a sétima edição deste instrumento inspirado nos valores da democracia participativa contemplará uma verba global de 2,5 milhões de euros saídos dos cofres camarários, a dividir por duas categorias. A primeira reserva um milhão de euros para projectos de valor igual ou inferior a 500 mil euros. A segunda prevê 1,5 milhões de euros para o conjunto de projectos de valor igual ou inferior a 150 mil euros.

Na edição de 2013 do Orçamento Participativo, cujos vencedores foram anunciados a 6 de Novembro, a ideia que recebeu a maior dose de simpatia dos lisboetas e, em consequência, um dos dois cheques grandes foi o projecto para “Proteger, Valorizar e Promover o Jardim Botânico de Lisboa”. Ser-lhe-á atribuída, em breve, uma verba máxima de meio-milhão de euros para reabilitar este espaço verde, por ter recolhido as preferências de 7553 votantes, num total de 36 mil – um recorde absoluto, que contrasta com a votação de apenas mil pessoas na primeira edição, em 2008. Com muito menos votos, 1375, mas igualmente merecedor de um cheque cujo valor pode ir até 500 mil euros foi o projecto “Mobilidade para todos em Benfica”. Na categoria de propostas com valor até 150 mil euros, foram anunciados 14 vencedores. Nessa última edição, foram colocadas a votação, depois de seleccionadas pelos serviços camarários, um total de 208 iniciativas populares.

 

Texto: Samuel Alemão

Comentários

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com