A prevista demolição do antigo Teatro ABC pode inviabilizar o funcionamento da única sala aberta no Parque Mayer, o Maria Vitória, avisou, terça-feira (8 de Julho), o presidente da Junta de Freguesia de Santo António, Vasco Morgado (PSD).

Queixando-se da falta de comunicação por parte da Câmara Municipal de Lisboa (CML), Morgado disse ter sabido – não por esta, mas pela Secretaria de Estado da Cultura – da intenção da CML de demolir a muito degradada sala de espectáculos, encerrada em 1997. A demolição está prevista no Plano de Pormenor para o Parque Mayer.

“O último teatro do Parque Mayer” pode vir a fechar por correr o risco de ficar rodeado de estaleiros de obra – o do ABC e o da demorada reconstrução do Capitólio, cujo empreiteiro faliu e por isso se encontra parado.

Invocando a sua qualidade de bombeiro voluntário, o deputado municipal do PSD disse que o Maria Vitória não poderá funcionar com as saídas e entradas de emergência cortadas por obras envolventes. E garantiu que, caso a demolição avance a curto prazo, nunca o Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa autorizará o funcionamento desta sala com mais de 90 anos de existência. O Maria Vitória deverá estrear dentro de um mês uma nova revista, disse.

Falando na Assembleia Municipal de Lisboa, Vasco Morgado pediu ao vereador das Obras, Jorge Máximo, que adie a demolição do ABC até que a requalificação do Capitólio – futuro Teatro Raúl Solnado – esteja terminada. O membro do executivo camarário informou que os trabalhos no edifício assinado por Cristino da Silva serão “rapidamente retomados” e prometeu apenas que a intervenção “será articulada com a Junta de Freguesia”.

 

Creches com problemas

 

O PCP e o MPT criticaram na mesma sessão da assembleia o que consideraram ser o apoio insuficiente da CML à rede de creches da cidade, onde o município se propôs criar 2500 vagas para crianças até aos três anos.

Ana Páscoa, do grupo municipal comunista, censurou a CML por se preparar para reduzir de 25 para 20 por cento a reserva de lugares para crianças carenciadas. O PCP vê nisto um ataque à componente social do projecto, nascido em 2010, sobretudo num momento em que o “desemprego atinge na cidade valores dramáticos e os rendimentos do trabalho continuam a descer”. António Arruda (MPT) lamentou que só estejam “a funcionar cinco dos 11” estabelecimentos previstos.

Fernando Medina, vice-presidente da CML, respondeu que a Câmara, depois de ter feito um investimento muito grande, continua a apoiar as creches, mas não pode passar a desempenhar funções – como o financiamento – que competem ao Estado. Medina informou que decorrem negociações com a Segurança Social para o estabelecimento de acordos de cooperação entre esta e as instituições de solidariedade social que gerem as creches, esperando poder ser mais concreto “na próxima semana”.

 

Texto: Francisco Neves

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com