corvo_feira_livro2

 

Um hotel em três épocas diferentes é o cenário de “Se eu fosse chão”, o novo livro de contos de Nuno Camarneiro. Cada quarto conta uma historia. O Corvo espreitou pela fechadura do  quarto 113 e conta-lhe o que viu. Nuno Camarneiro é engenheiro, investigador e escritor. Publicou dois romances: “No meu Peito não cabem pássaros” (2011) e “Debaixo de Algum Céu” (2012 -Prémio Leya). “Se eu fosse chão” (Dom Quixote) é o seu mais recente livro.

 

Ilustração: Sofia Morais

 

Quarto 113

 

Lady Cooke e Lord Cooke

 

– Não sei se é deste calor. Sinto o corpo lento, como se tivesse permanecido noutro fuso horário e estivesse constantemente a arrastá-lo do passado. São quantas horas de diferença mesmo?

– Creio que permanecemos no horário de Greenwich, meu caro; se o seu corpo anda atrasado, talvez o tenha deixado em qualquer outro país, é típico seu, só não perde a cabeça porque a não tem agarrada ao corpo.

– Não seria a primeira vez que o meu corpo ficava algures no estrangeiro. Recorda-se de Pamplona? Se se recordar, por favor conte-me, há tanto que eu gostaria de saber… Creio até que esta alergia no pulso tem qualquer coisa de basco.

– Com tudo o que se passou em Pamplona até me espanta que não se tenha esquecido da sua língua.

– Lembro-me de uma noite com um touro… houve uma noite com um touro, minha cara?

– Mais de uma, entre muitos outros animais selvagens, nem todos tão compreensivos e pacientes como os touros bascos.

– Pamplona…

– Pois eu prefiro este país, sempre achei a Espanha excessiva, um país com défice de atenção, pense nos toreros, no flamenco, nessas operetas horrendas cheias de facas e bigodes, os espanhóis são crianças que ultrapassaram em muito a hora de ir para a cama.

– Em Espanha não há razão para ir para a cama, minha cara, a menos que alguém nos espere.

– Não seja vulgar.

– Já aqui… a cama parece uma opção inteiramente justificável, viu o semblante das senhoras hoje no salão? Até me espantou que não pedissem uma marcha fúnebre à orquestra, seria mais apropriado, não acha? Poderíamos seguir todos para o nosso próprio enterro, que ninguém ficaria mais triste do que já estava.

– Não seja exagerado.

– De modo nenhum, acho que se morreria lindamente neste país.

– Mas avise com antecedência, morrer no estrangeiro obriga a muita burocracia, e pode estragar umas férias.

– Não se inquiete, minha cara, nada farei para importunar este nosso cortejo fúnebre atlântico.

– Importa-se de apagar a luz?

– Mas ainda é noite, tem a certeza?

– Importa-se de apagar a luz?

– Se quiser, deixo crescer o bigode e mudo o nome para Pablo ainda antes de o Sol nascer.

– Importa-se de apagar a luz?

–       Ai, Pamplona…

 

4_cor

 

 

“Se eu fosse Chão”

Nuno Camarneiro

Dom Quixote

 

 

Comentários

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com