Novo centro de saúde do Martim Moniz deverá servir “mais de 14 mil utentes”

ACTUALIDADE
Samuel Alemão

Texto

VIDA NA CIDADE

Santa Maria Maior

17 Novembro, 2016


Depois de uma longa espera, os moradores das freguesias da zona central da cidade de Lisboa começam, a partir desta semana, a poder utilizar a nova Unidade de Saúde Familiar da Baixa. Inaugurado na tarde (15h) desta quinta-feira (17 de novembro) – numa cerimónia que contará com a presença do primeiro-ministro, António Costa, do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, bem como do presidente da câmara, Fernando Medina -, o equipamento público situa-se no Martim Moniz, em instalações cedidas pelo município no empreendimento construído naquela praça pela extinta Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL). Persistem, porém, dúvidas sobre o universo total de pessoas que poderá vir a usar o mesmo.

Num comunicado enviado aos meios de comunicação social, ontem ao final da tarde, a autarquia diz que, com esta abertura, a câmara e a tutela “pretendem melhorar os cuidados de saúde primários para um número superior a 14.000 utentes de várias freguesias do centro da cidade, contribuindo desta forma para a qualidade de vida das pessoas que já habitam e que venham habitar o centro da cidade”. Em abril de 2015, em declarações à agência Lusa, o vereador dos Assuntos Sociais, João Afonso, referindo-se ao centro de saúde a inaugurar no Martim Moniz, dizia que o mesmo estava “estimado para um número máximo de 22 mil utentes, tendo em conta a capacidade física do espaço e o tipo de serviços que uma unidade de saúde familiar tem”.

MAIS ACTUALIDADE

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Send this to a friend