O único troço conhecido da muralha de Dom Dinis, monumento nacional existente na cripta da antiga igreja de São Julião, vai poder ser visitado pelo público a partir de amanhã, quarta-feira, na sede do Banco de Portugal, onde foi inaugurado um núcleo de interpretação que contextualiza este achado histórico.

A descoberta da antiga muralha de Dom Dinis verificou-se em 2010, durante as obras de reabilitação da antiga igreja de São Julião, em campanhas arqueológicas que precederam os trabalhos de restauro, como O Corvo noticiou a 25 de Março. Além daquela estrutura defensiva da Lisboa medieval, que foi mandada construir por Dom Dinis e também denominada muralha da Ribeira, foram encontrados diversos outros vestígios, entre os quais fragmentos de cerâmicas e ossadas, que vão estar expostas no núcleo de interpretação que amanhã abre ao público, no Largo de São Julião.

Música medieval, sons do quotidiano, representações gráficas, animações 3D, filmes e objectos vão tentar recriar o ambiente da época de Dom Dinis, no piso subterrâneo onde foi encontrada a muralha, na cripta da antiga igreja.

Segundo informação divulgada pelo Banco de Portugal, até ao próximo dia 16 de Maio, este importante património da Lisboa medieval poderá ser visitado gratuitamente, de terça a sexta-feira, das 10h00 às 18h00.

A partir de dia 17 de Maio, aos sábados às 11h00 haverá visitas orientadas à muralha, com a duração de 40 minutos. Às sextas-feiras, pelas 13h30, haverá visitas mais breves, com a duração de 20 minutos. As visitas de grupo terão de ser marcadas, pelo telefone 213213289 ou através de email, para museu@bportugal.pt .

 

Texto: Fernanda Ribeiro

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com