MOBILIDADE

Autocarros, carros, tuk-tuks e “ubers” disputam espaço e causam o caos no acesso ao Castelo de São Jorge

Autocarros, carros, tuk-tuks e “ubers” disputam espaço e causam o caos no acesso ao Castelo de São Jorge

A poucas dezenas de metros do Castelo de São Jorge, no Largo do Contador Mor, há tuk-tuks a circular numa zona interdita a veículos de animação turística, carros das plataformas de transporte estacionados na paragem de autocarro e viaturas particulares em cima dos passeios. A carreira 737 da Carris fica, frequentemente, parada, à espera que o condutor de um carro mal-estacionado ou o reboque da polícia cheguem. Desde que começou a circular um autocarro maior, o motorista tem mais dificuldade em fazer manobras. A comunidade local está a preparar uma petição, exigindo a resolução do problema ...
/

Mobilidade

MOBILIDADE

Autocarros, carros, tuk-tuks e “ubers” disputam espaço e causam o caos no acesso ao Castelo de São Jorge

Autocarros, carros, tuk-tuks e “ubers” disputam espaço e causam o caos no acesso ao Castelo de São Jorge

A poucas dezenas de metros do Castelo de São Jorge, no Largo do Contador Mor, há tuk-tuks a circular numa zona interdita a veículos de animação turística, carros das plataformas de transporte estacionados na paragem de autocarro e viaturas particulares em cima dos passeios. A carreira 737 da Carris fica, frequentemente, parada, à espera que o condutor de um carro mal-estacionado ou o reboque da polícia cheguem. Desde que começou a circular um autocarro maior, o motorista tem mais dificuldade em fazer manobras. A comunidade local está a preparar uma petição, exigindo a resolução do problema ...
/
Elevador que liga Rua do Carmo aos Terraços do Carmo parado há quatro meses por “utilização indevida”

Elevador que liga Rua do Carmo aos Terraços do Carmo parado há quatro meses por “utilização indevida”

O acesso aos Terraços do Carmo através da Rua do Carmo pode ser feito de elevador, mas o equipamento está avariado desde Janeiro. Para chegar às traseiras das ruínas do Carmo a partir da Rua do Carmo, é preciso subir vários lances de escadas. Durante o período em que esteve em funcionamento, o elevador avariava pelo menos três vezes por semana e algumas pessoas ficaram fechadas lá dentro mais de uma hora. A autarquia garante que a reparação ocorrerá dentro de duas semanas e que a avaria se deve a “utilização indevida”. ...
/
Moradores e Junta do Areeiro pedem reforço da segurança nas passadeiras mais perigosas da freguesia

Moradores e Junta do Areeiro pedem reforço da segurança nas passadeiras mais perigosas da freguesia

O atravessamento pedonal de algumas das principais artérias daquela zona da cidade é considerado pouco seguro. Seja nas avenidas de Roma, João XXI ou Almirante Reis, a sensação de perigo é elevada, muito por culpa das velocidades atingidas pelos automóveis, mas também falta de cuidado dos peões. As estatísticas dos atropelamentos provam-no. Mas é a Avenida Manuel da Maia que suscita preocupações maiores. Há quem peça semáforos, mas o presidente da junta do Areeiro diz que o melhor é desnivelar a passadeira ali existente ...
/
Falhas de comunicação entre a Câmara de Lisboa e a Junta da Penha de França suspendem nova carreira de bairro

Falhas de comunicação entre a Câmara de Lisboa e a Junta da Penha de França suspendem nova carreira de bairro

A nova carreira de bairro 37B já devia estar a circular, na Penha de França. A Carris anunciou o início do percurso, na quarta-feira passada (10 de Abril), mas naquela zona da cidade não há sinais do novo autocarro. Isto porque a carreira poderá não conseguir passar pela Calçada Poço dos Mouros, onde vários carros estacionam há anos gratuitamente. Segundo a Junta de Freguesia da Penha de França, “não houve a necessária articulação” com a Câmara de Lisboa ...
/
Depois de muitas falhas, EMEL suspende contrato com empresa das bicicletas Gira e lança novo concurso

Depois de muitas falhas, EMEL suspende contrato com empresa das bicicletas Gira e lança novo concurso

A empresa municipal rescindiu o contrato com a Órbita, fabricante das bicicletas da rede partilhada Gira. Na origem da decisão estarão “sucessivos incumprimentos contratuais”, que ultrapassam os 5 milhões de euros. A EMEL admite que a situação chegou a um ponto que, a continuar, colocaria em risco a continuidade do serviço. A rede dispõe de apenas 92 estações, quando já devia ter 140. O vereador do CDS-PP João Gonçalves Pereira diz que avisou várias vezes o município da possibilidade deste desfecho. ...
/
Serão assim os 15 novos eléctricos da Carris para garantir as ligações ao Parque das Nações e à Cruz Quebrada

Serão assim os 15 novos eléctricos da Carris para garantir as ligações ao Parque das Nações e à Cruz Quebrada

Os novos veículos custarão 45 milhões de euros e serão totalmente custeados pela Câmara de Lisboa, que agora se lhes refere como solução de “metro ligeiro”. A ligação à Cruz Quebrada será feita através de Algés, mas também de uma nova linha, a construir a partir de Alcântara. Na direcção oposta, existirá uma ligação do centro de Lisboa, primeiro, a Santa Apolónia e, mais tarde, ao Parque das Nações. ...
/
Atravessar a Avenida Infante Santo a pé ou de carro é um risco constante, queixam-se residentes e comerciantes

Atravessar a Avenida Infante Santo a pé ou de carro é um risco constante, queixam-se residentes e comerciantes

Acidentes e atropelamentos serão ali frequentes. A longa avenida, que liga a Estrela à 24 de Julho, é bastante inclinada e percorrida por imensos carros. Quase sempre a grande velocidade. Uma petição organizada por moradores quer medidas urgentes para mudar tal cenário. Pedem-se lombas, mais semáforos, pinos no corredor central e mesmo a criação de uma rotunda. ...
/
Câmara de Lisboa “assegura” acesso aos bairros históricos dos carros de quem presta auxílio a familiares idosos

Câmara de Lisboa “assegura” acesso aos bairros históricos dos carros de quem presta auxílio a familiares idosos

Têm sido recorrentes as queixas de automobilistas relativas à “prepotência” da EMEL, por não poderem entrar em zonas de acesso condicionado, como Castelo, Santa Catarina e Bairro Alto, para ajudar os pais ou outros membros da família. Depois de questionada por vários partidos na Assembleia Municipal sobre a situação, a Câmara de Lisboa vem agora recordar que, afinal, a “prestação de apoio social ou humanitário” está prevista nos regulamentos e dá direito à emissão de dísticos e cartões de acesso especiais ...
/
Loading...

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografias & Fotografia

Paula Ferreira
Fotografía

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com