MOBILIDADE

Atravessar a Avenida Infante Santo a pé ou de carro é um risco constante, queixam-se residentes e comerciantes

Atravessar a Avenida Infante Santo a pé ou de carro é um risco constante, queixam-se residentes e comerciantes

Acidentes e atropelamentos serão ali frequentes. A longa avenida, que liga a Estrela à 24 de Julho, é bastante inclinada e percorrida por imensos carros. Quase sempre a grande velocidade. Uma petição organizada por moradores quer medidas urgentes para mudar tal cenário. Pedem-se lombas, mais semáforos, pinos no corredor central e mesmo a criação de uma rotunda. ...
/

Mobilidade

MOBILIDADE

Atravessar a Avenida Infante Santo a pé ou de carro é um risco constante, queixam-se residentes e comerciantes

Atravessar a Avenida Infante Santo a pé ou de carro é um risco constante, queixam-se residentes e comerciantes

Acidentes e atropelamentos serão ali frequentes. A longa avenida, que liga a Estrela à 24 de Julho, é bastante inclinada e percorrida por imensos carros. Quase sempre a grande velocidade. Uma petição organizada por moradores quer medidas urgentes para mudar tal cenário. Pedem-se lombas, mais semáforos, pinos no corredor central e mesmo a criação de uma rotunda. ...
/
Câmara de Lisboa “assegura” acesso aos bairros históricos dos carros de quem presta auxílio a familiares idosos

Câmara de Lisboa “assegura” acesso aos bairros históricos dos carros de quem presta auxílio a familiares idosos

Têm sido recorrentes as queixas de automobilistas relativas à “prepotência” da EMEL, por não poderem entrar em zonas de acesso condicionado, como Castelo, Santa Catarina e Bairro Alto, para ajudar os pais ou outros membros da família. Depois de questionada por vários partidos na Assembleia Municipal sobre a situação, a Câmara de Lisboa vem agora recordar que, afinal, a “prestação de apoio social ou humanitário” está prevista nos regulamentos e dá direito à emissão de dísticos e cartões de acesso especiais ...
/
Novo parque privado em terreno onde antes todos estacionavam gera conflito de vizinhos em Santa Apolónia

Novo parque privado em terreno onde antes todos estacionavam gera conflito de vizinhos em Santa Apolónia

Um terreno junto a um complexo habitacional situado ao lado dos restos do Baluarte de Santa Apolónia era utilizado, até há pouco, como estacionamento de uso livre. A administração do condomínio decidiu alcatroar o espaço, colocar sinalização e proibir a utilização por terceiros. E até criou dísticos e folhetos com advertências de penalização para infractores. Há, contudo, quem não se conforme com as novas regras, alegando que a fracção não é privada e considere, por isso, que a situação configura uma usurpação do espaço público. “O terreno é nosso, não há dúvidas”, diz o condomínio ...
/
Atrasos nas obras do Metro? Câmara de Lisboa garante estar a trabalhar com a empresa para “resolver problemas”

Atrasos nas obras do Metro? Câmara de Lisboa garante estar a trabalhar com a empresa para “resolver problemas”

Com a perspectiva de início até ao final do ano dos trabalhos de construção da Linha Circular, e das estações da Estrela e de Santos, autarquia quer evitar repetição dos cenários de Arroios e do Areeiro. Tanto que a câmara decidiu nomear uma espécie de “oficial de ligação” com a empresa pública de transportes, como “forma mais rápida de resolver os problemas que possam surgir na obra”. ...
/
Nova ciclovia e mudanças no trânsito da Avenida de Paris acabam com segundas filas mas estão a gerar controvérsia

Nova ciclovia e mudanças no trânsito da Avenida de Paris acabam com segundas filas mas estão a gerar controvérsia

As alterações em curso numa via com muito comércio e que, durante décadas, assegurou a ligação viária entre a Praça de Londres e a Avenida Almirante Reis não estarão a ser bem vistas por todos. Na verdade, estão até a dividir uma comunidade. Mais do que a construção de uma ciclovia, o que está a irritar alguns é a alteração ao esquema de circulação automóvel, com a inversão do sentido entre a Rua Presidente Wilson e a Praça de Londres. Há até quem já sinta as consequências e planeie fechar a loja. ...
/
Medina quer Linha de Cintura como “quinta linha do metro” e nova estação de comboios no Hub Criativo do Beato

Medina quer Linha de Cintura como “quinta linha do metro” e nova estação de comboios no Hub Criativo do Beato

A Câmara de Lisboa tem defendido a utilização da ligação ferroviária entre Alcântara-Terra e Oriente como peça central no sistema de mobilidade da capital, a ela se referindo com a "quinta linha de metro". Para que isso aconteça, será necessário reabilitar apeadeiros como os de Marvila e de Chelas. Mas também se estuda a criação de uma estação junto ao Hub Criativo do Beato, na ligação entre Santa Apolónia e Oriente. ...
/
Alcântara já tem carreira de bairro e chega a sítios onde não passavam transportes públicos há mais de 50 anos

Alcântara já tem carreira de bairro e chega a sítios onde não passavam transportes públicos há mais de 50 anos

A 73B, a nova carreira da freguesia de Alcântara, só começou a andar no início desta semana (25 de Fevereiro), mas rapidamente transformou-se num local de encontro dos moradores do bairro. Muitos só a apanham, admitem, para passar o tempo e fazer amigos. “Nunca saio de casa, já não tenho alegria nenhuma. Se não fossem estes transportes, ainda saía menos”, diz uma habitante. Um discurso repetido por vários utentes, a maioria idosos. Mas o novo transporte não é só utilizado por reformados, garante o motorista. ...
/
Medina diz nada ter contra o uso do automóvel “por necessidade”, mas anuncia luta contra congestionamentos

Medina diz nada ter contra o uso do automóvel “por necessidade”, mas anuncia luta contra congestionamentos

Tem sido um dos principais motivos de discórdia, dos últimos anos, relativamente à gestão autárquica da capital, reflectindo não só diferentes visões de cidade mas também uma clara polarização ideológica. Está Lisboa a tornar-se uma cidade inimiga dos carros?, como alguns clamam. Fernando Medina garante não alimentar nenhuma "fronda ideológica" contra o automóvel ...
/
Loading...

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografias & Fotografia

Paula Ferreira
Fotografía

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com