A partir de segunda-feira, cerca de mil funcionários que, até aqui, pertenciam aos quadros da Câmara Municipal de Lisboa passam a preencher os seus postos de trabalho nos equipamentos do município a que estão afectos – piscinas, bibliotecas, escolas e também na higiene urbana -, mas já sob a tutela das juntas de freguesia.

A transferência de 1028 trabalhadores da câmara para as juntas de freguesia foi aprovada quarta-feira, na reunião de câmara, com os votos favoráveis do PS e do PSD, os votos contra do PCP e a abstenção do CDS-PP. A proposta entra em vigor a 10 de Março.

Esta é uma primeira tranche de pessoal a transferir para as juntas de freguesia, devendo uma segunda, que rondará os 500 trabalhadores, realizar-se mais tarde. Tal sucederá quando estiver concluído o processo de selecção dos funcionários do quadro municipal que vão passar a dar suporte nas freguesias, em matéria de licenciamento e fiscalização, entre outras funções.

Ontem, iniciou-se a admissão de voluntários, pessoas que por vontade própria optaram por ir trabalhar para as juntas de freguesia nessas áreas. Caso os voluntários não atinjam o número necessário, a câmara fará a selecção dos que terão de transitar para as juntas, mesmo não o desejando fazer.

 

* Notícia corrigida às 11h55 de 6 de Março. A transferência de pessoal entra em vigor a 10 de Março.

 

Texto: Fernanda Ribeiro

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com