Metropolitano de Lisboa inaugura ligação da linha azul à Reboleira a 13 de Abril

ACTUALIDADE
Samuel Alemão

Texto

MOBILIDADE

Cidade de Lisboa

11 Abril, 2016


É já nesta quarta-feira (13 de Abril), pelas 13 horas, que a rede do Metropolitano de Lisboa chega à Reboleira, no concelho da Amadora, anunciou a administração da empresa nesta segunda-feira. Concluem-se assim as obras de prolongamento da linha azul, que tem o seu início em Santa Apolónia, ampliando para um total de 56 estações e 44,2 quilómetros de comprimento a rede de metropolitano da capital portuguesa. A nova ligação de 937 metros, entre as estações de Amadora/Este e da Reboleira, permite o acesso a este transporte público por parte dos moradores das freguesias de Falagueira/Venda Nova e de Águas Livres.

Será, a partir de agora, possível viajar entre Reboleira e Marquês de Pombal, em 19 minutos, e entre Reboleira e Baixa-Chiado, em 24 minutos. A linha azul do metro passará a ter 18 estações, espalhadas por uma extensão de 13,7 quilómetros. Com a abertura da nova estação de metro Reboleira, é inaugurado também um interface multimodal, que reforça o sistema de transportes da Área Metropolitana de Lisboa e que reúne metro, autocarros, comboio, táxis, ciclovia e oferece, ainda, parqueamento de bicicletas e estacionamento automóvel.

A chegada do metro de Lisboa à Reboleira permitirá também a conexão com a linha de comboios que faz a ligação entre o Rossio e Sintra. Para além disso e da redução dos tempos de viagem entre a Reboleira e Lisboa, sublinha a empresa em comunicado, a nova estação “vai permitir uma redução, por ano, de 3 mil toneladas de emissões de CO2, o que associa a este empreendimento claros benefícios ambientais, dos quais se destacam a redução da emissão de poluentes e menores consumos de energia, a redução da pressão sobre o estacionamento, a redução da poluição sonora”.

MAIS ACTUALIDADE

COMENTÁRIOS

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografias & Fotografia

Paula Ferreira
Fotografía

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Send this to a friend