corvo_feira_livro2

 

No dia que é de Lisboa e de Santo António, o que é quase a mesma coisa, o Corvo sugere-lhe alguns livros sobre a cidade à venda na Feira do Livro. Pechinchas e raridades.

 

Texto: Rui Lagartinho      Ilustração: Sofia Morais

 

Comecemos por um intruso, consentido. 13 de Junho é o dia em que nasceu Fernando Pessoa e, por isso, esta é uma oportunidade de comprar a primeira fotobiografia do poeta, da autoria de Maria José Lencastre. Escrita em 1988 e publicada pela Imprensa Nacional – Casa da Moeda, é peça de alfarrabista e custa 40 euros no pavilhão do Armazém 111.

 

Em frente, no Alfarrabista Roma, um livro que esperemos tenha sido útil quando foi publicado, em 1993, e que ainda hoje está actual, face ao muito que há ainda a fazer nesta área. O “Manual de apoio à Reabilitação dos edifícios do Bairro Alto” custa 45 euros.

 

DSCN0315

 

 

Na Frenesi, Paulo da Costa Domingues mostra-nos com orgulho uma biografia de Santo António, escrita em 1963, por Alfredo Ferreira Nascimento. O preço, 10 euros, tem sabor a feira.

 

DSCN0316

 

 

No pavilhão da Livraria Municipal, há sempre livros em que não reparámos e que esperam por nós. Para os que gostam de andar de cabeça no ar, a obra “Aves de Lisboa” é uma boa escolha.

 

Sobre a ave icónica da cidade, encontramos “São Vicente e os Corvos”. O pequeno álbum foi escrito por João Paulo Cotrim e conta com ilustrações de Alex Gozblau.

 

DSCN0317

 

 

Um álbum da década de oitenta cartografa “Os azulejos de fachada de Lisboa”. A tarefa, para quem compre este livro, é verificar quais deles, quase trinta anos depois, ainda estão colados às paredes dos edifícios.

 

DSCN0318

 

 

A nossa visita à feira em busca dos traços de Lisboa termina no pavilhão da Quimera. Aí, as estrelas são os livros da olissipógrafa Marina Tavares Dias. A sua série “Lisboa desaparecida” continua a vender bem. Cada um dos nove álbuns custa 19,25 euros, até ao fim da Feira.

 

DSCN0321

 

 

Comentários

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com