Um bairro a festejar a sua existência enquanto comunidade, mais uma vez. De 2 a 8 de maio, realiza-se a sétima edição do Festival de Telheiras, que se anuncia como uma mostra o mais ecléctica possível da vivência desta parte da cidade de Lisboa localizada acima da Segunda Circular. Tendo como centro a praça situada junto à saída da estação de metropolitano, o festival organizado pela Parceria Local de Telheiras – congregação de várias instituições e grupos de moradores – tem um programa extenso, no qual se incluem workshops de gastronomia e saúde, debates temáticos, oficinas de pintura para crianças e pais, teatro, jogos de tabuleiro, iniciativas de rastreios de saúde e actividades desportivas. Tudo isto com o objectivo de “promover a aproximação entre os moradores e os serviços e instituições do bairro”.

 

À imagem do que sucedeu em edições anteriores, o festival – que oferece acesso livre e gratuito em quase todas as actividades – estende-se por uma semana, mas tem como ponto alto o último fim-de-semana, nos dias 7 e 8 de maio, junto à estação de metro e aos jardins que a ladeiam. E esses dois dias servem bem como montra do ecletismo de Telheiras, num programa onde se anunciam um mercado de produtos biológicos, tiro com arco, danças diversas, reiki, comes e bebes, uma “feira da tralha”, música ou, no domingo, um passeio de bicicleta entre o bairro e Tróia. Mas, ao longo dessa semana, haverá muito mais actividades, nas quais se incluem coisas tão díspares como um ensaio aberto de uma peça de teatro na Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro; uma oficina de impressão 3D para jovens ou a apresentação de um estudo sobre a eficiência energética do comércio de Telheiras.

 

Consulte o programa completo em: vivertelheiras.pt/ja-ha-programa-do-7o-festival-de-telheiras/

 

Texto: Samuel Alemão

 

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com