Um bar que, além de alguma comida, servirá desde cerveja a chá frio não constituirá desculpa para se visitar a Feira Morta, mas é simpático saber que lá estará. Desta sexta-feira até domingo, sempre entre as 14h e as 20h, o 2º direito do número 13 da Praça dos Restauradores, onde funciona o Adamastor Studios, acolherá todos os que encaram a entrada no mês de Agosto na cidade da mesma forma que o fazem em relação à criação e à edição artística: sem medos. Assumindo-se como “herdeira bastarda” da Feira Laica, que, entre 2004 e 2012, “se afirmou como o maior evento ligado à cultura independente em Portugal”, será um ponto de encontro, troca e venda de edições independentes, alternativas ou não convencionais, dentro de uma ética do-it-yourself (faça você mesmo)”.

 

Quem lá entrar poderá encontar ilustração, artes plásticas e gráficas, banda-desenhada, desenho e música, num ambiente que pretende promover “a divulgação da cultura independente actual através do contacto directo e informal entre público e criadores”. Isto significa a expectativa de encontrar novos e velhos editores e artistas independentes, que apresentarão novidades, raridades e projectos esporádicos: exposições de artistas, livros e fanzines, discos e cassetes, desenhos e serigrafias, projecções de vídeo-arte, workshops e concertos ao vivo. O Adamastor Studios é um espaço que, desde Setembro de 2013, mantém uma regular programação arística e cultural.

 

Mais informações: https://www.facebook.com/feiramorta

 

Texto: Samuel Alemão

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com