Cheio de árvores que cortam a vista para as artérias envolventes, o Parque José Gomes Ferreira, talvez mais conhecido como Mata de Alvalade, à beira da rotunda do aeroporto, agrada pela simplicidade. Sem relvados ou arbustos com cortes arrebicados, lembra um espaço selvagem onde o dominam o arvoredo das quintas que ali existiram e as sombras que ele espalha. A cidade quase desaparece. A mata filtra o barulho e é como se estivéssemos num pinhal perto do mar, o ruído cavo do trânsito chegando como o constante tombar das ondas sobre a praia.

Com um parque de merendas, equipado com grelhadores a carvão, e muitas mesas dispostas pela sombra, é frequente o parque ser usado para refeições ao ar livre. Pena é que o recinto de 11 hectares, desenhado por Gonçalo Ribeiro Telles, apresente algum equipamento danificado, como é o caso dos bancos corridos junto ao cabo de “slide”, vários dos quais perderam a cobertura de madeira, restando só a armação ferrugenta onde ela encaixava. Sob o cabo metálico também várias placas do piso amortecedor que desapareceram.

Texto: Francisco Neves

Comentários
  • Tiago
    Responder

    E do circuito de manutenção já não resta quase nada.
    A mata está, aliás, em extensão para sul, com novos equipamentos… ora se há intervenção devia haver manutenção…

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com