Jardim Júlio de Castilho/Miradouro de Santa Luzia
Por Armando Serôdio, 1959
Jardim da Estrela
Por Eduardo Portugal, 1939
Jardim Teófilo Braga (Parada), Campo de Ourique
Por Armando Serôdio, 1959
Jardim Augusto Gil (Graça)
Por Armando Serôdio, 1959
Jardim França Borges / Príncipe Real
Por Eduardo Portugal, 1939
Jardim França Borges / Príncipe Real
Por Armando Serôdio, 1959
Jardim António Feijó/ Igreja dos Anjos
Por Armando Serôdio, 1959

Dia Mundial do Livro: um passeio pelas bibliotecas ao ar livre na Lisboa de outrora

PORTFÓLIO
Kátia Catulo

Texto & selecção de fotografias

Arquivo Municipal de Lisboa

Fotografias

CULTURA

Cidade de Lisboa

21 Abril, 2017


A coisa boa do livro é que se lê em qualquer lugar. No metro, na praia, no café ou, claro, no jardim. Sempre foi assim, não é preciso um motivo especial, mas agora até há uma boa desculpa. Antecipando o Dia Mundial do Livro, que se comemora este domingo (23 de Abril), O Corvo percorre as imagens do Arquivo Municipal de Lisboa para recordar as bibliotecas ao ar livre, instaladas outrora pela câmara municipal nos jardins públicos da cidade. Nesses tempos sombrios do Estado Novo, era preciso muita criatividade para descobrir o que fazer com o tempo livre. Hoje é tão mais fácil, não faltam actividades lúdicas ou literárias para gente grande e pequena. Deixamos ainda, mais abaixo, algumas sugestões para celebrar hoje, amanhã e depois a data instituída pela UNESCO em 1996.

Fernando (em) Pessoa – exposição sobre literatura portuguesa

Centro de Documentação do ISPA/Sala de estudo António Paula Brito
Rua Jardim do Tabaco, 34 – 1149-041 Lisboa
218 811 750

9h30 – 21h00 (sexta e segunda); 09h30 -17h00 (sábado)
Entrada livre

Noite de Encantar – Alice no País das Maravilhas – Onde moram as casas, por Marc Parchow e Conceição Candeia

Biblioteca dos Coruchéus
Rua Alberto de Oliveira, 1700-371 Lisboa
21 817 2049

20h30 – 21h30
Entrada: livre mediante inscrição numa das bibliotecas municipais de Lisboa

Feira do Livro AEIST (alfarrabistas, livrarias e editoras independentes)

Instituto Superior Técnico – Campus Alameda – pavilhão central
Avenida Rovisco Pais, 1
218 417 000

10h-18h
Entrada livre

Palestra – Lavores femininos e outros aspectos curiosos nas redondilhas de Camões

Sociedade de Geografia de Lisboa – Auditório Adriano Moreira
Rua Portas de Sto. Antão, 100
213 425 401

15h00
Entrada livre

Leitura encenada de A Rainha das Cores, de Jutta Bauer (O Bichinho de Conto)

Baobá livraria
R. Tomás da Anunciação, 1350 Lisboa
21 192 8317

Das 16h -17h
3 € (lotação limitada)

Sem Casas não Haveria Ruas, com António Mega Ferreira, Daniel Schvetz e Isabel Araújo Branco – autores ibero-americanos (Alejo Carpentier, Gabriel García Márquez, Julio Cortázar ou Guillermo Cabrera Infante)

Casa Fernando Pessoa
Rua Coelho da Rocha, 16-18
213 913 270

18h30
Entrada livre (lotação limitada)

Livros com desconto nas lojas da Imprensa Nacional Casa da Moeda

Rua da Escola Politécnica, 137 e Rua de D. Filipa de Vilhena 12, 12ª
213 945 700 / 213 945 729

Todo o dia
– 50% (+ de 18 meses) e 10% (com – de 18 meses)
Entrada livre

Escrita criativa para crianças

Livraria Ler Devagar
R. Rodrigues de Faria 103 – 1300 Lisboa
91 5050204 / joakimsemeano@hotmail.com (inscrições e pagamento)

11h30 -12h30
10 €

Poesia na esquina do Bairro – três actores, João Grosso, José Neves e Manuel Coelho, e o músico compositor José Salgueiro viajam pela poesia ibero-americana.

Biblioteca de Marvila
Rua António Gedeão – 1950 – 347 Lisboa
218 173 000

Das 19h-20h
Entrada Livre

Cabine de Leitura – 3º aniversário da Cabine de Leitura. Doação de livros, oficinas de escrita com máquinas de escrever e música ao vivo.

Praça de Londres

Das 16 às 18h
Entrada Livre

MAIS PORTFÓLIOS

COMENTÁRIOS

Comentários
  • Cristina Borges
    Responder

    Bibliotecas Itinerantes e Moveis da CML. Continua em funcionamento a carrinha.

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Send this to a friend