É sabido que o bairro de Benfica é dos mais ricos de Lisboa se pensarmos no número e na variedade de estabelecimentos comerciais. São mais de seis centenas de lojas, centradas sobretudo no eixo da Estrada de Benfica, algumas delas com muitas décadas de actividade. Mas a crise dos últimos anos e a forte concorrência das grandes superfícies têm posto em perigo a sobrevivência de muitos negócios. Razão pela qual surge hoje o Cartão B, uma iniciativa de adesão gratuita da junta de freguesia, com o objectivo de dinamizar o comércio tradicional e, ao mesmo tempo, “promover a vida de bairro” e “trazer as pessoas para a rua”. Com muitos descontos como aliciante.

 

Atividades tão diversas como restaurantes, cafés e padarias, lojas de roupa, papelarias e livrarias, cabeleireiros, centros de fisioterapia ou ortopedia, farmácias, lavandaria, óticas, costureiras, ginásios ou talhos, peixarias e frutarias estão incluídas na lista de 110 comércios que já aderiram ao cartão. Nesta fase inicial, a Junta de Freguesia de Benfica vai distribuir 23 mil unidades do Cartão B, sobretudo através do seu envio para as caixas de correio dos residentes naquela área da cidade, mas também da sua disponibilização nos estabelecimentos aderentes – onde existem duas mil unidades para ser requisitadas directamente. O cartão também pode ser solicitado nos serviços da junta.

 

 

b

 

As lojas aderentes estarão identificadas com um dístico do programa. A primeira loja a recebê-lo será a Livraria Ulmeiro, na Avenida do Uruguai, numa iniciativa de lançamento a decorrer a partir do final manhã (11h30) desta sexta-feira (11 de Março). Inês Drummond (PS), a presidente da Junta de Freguesia de Benfica, fará a apresentação do Cartão B e entregará simbolicamente o selo inaugural aquela que é uma das mais antigas e icónicas lojas do bairro, mas que estará na eminência de encerrar devido às dificuldades financeiras. A autarca seguirá depois para a Farmácia Uruguai e a Pastelaria Evian. Nos próximas dias, todos os lojistas aderentes receberão a sua visita.

 

“Promover a atividade económica de e em Benfica é uma medida particularmente importante nos tempos que correm, mas para o fazer precisamos todos de nos envolver. Este é um pequeno gesto, numa lógica da vivência colaborativa que defendemos para Benfica e é um ponto de partida”, diz a presidente da junta, na nota de lançamento do Cartão B – a que estará associado o portal www.omeucartaob.pt, através do qual cidadãos e comerciantes poderão conhecer todas as condições e vantagens disponíveis a cada momento, inscrever-se para receber uma newsletter e saber as novidades do comércio local.

 

Texto: Samuel Alemão

 

  • Ana Gariso
    Responder

    Pedro SG

  • Mariana Rezende
    Responder

    Helena

  • Paulo Ramos
    Responder

    Existe o mesmo em Alcântara e com a hipótese de ser alargado aos que lá trabalham

  • Maria Rebelo Pinto
    Responder

    Sofia Soutello Rebelo

  • Luís Lopes Gameiro
    Responder

    Esta medida, será muito importante para o comércio da n/freguesia.

  • Jaime Viegas
    Responder

    Jorge Aleixo Vanessa Campeao

  • Pedro SG
    Responder

    Cool!

  • Moao M Robert Lopes
    Responder

    Parabéns pela iniciativa! Fazia muita falta, pois o comércio, para além do que já ‘morreu’, estava a ir, muito rapidamente abaixo.
    A Loja de Informática ‘RL INFORMATICA’, junto ao conceituado (económico, também) Restaurante “O SOLAR DE BENFICA”, abriu há 5 anos, feitos no passado dia 1 do corrente, passou por momentos difíceis, estando a recuperar agora, graças à publicidade ‘boca a boca’, dos seus estimados Clientes que, com o tempo, se tornam amigos.
    Robert Lopes

  • Joao M Robert Lopes
    Responder

    Foi apenas para alterar o nome, no campo ‘NOME’

  • Responder

    Alvalade também tem há 4 anos, não através da Junta mas do nosso Movimento, infelizmente não teve grande sucesso devido à maior parte dos aderentes (mais de 100 lojas) não distribuirem os cartões e os clientes que os têm não os usam…

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com