Atendimento aos sem-abrigo no Cais do Sodré abre em Maio

ACTUALIDADE
Fernanda Ribeiro

Texto

VIDA NA CIDADE

Misericórdia

16 Janeiro, 2014


A nova unidade central de atendimento aos sem-abrigo, situada no Cais do Gás, ao Cais do Sodré, será inaugurada em Maio. A abertura já fora anunciado pela Câmara Municipal de Lisboa para o final de 2013, mas houve atrasos e esta é a nova data apontada pela autarquia.

De acordo com o vereador que detém o pelouro dos direitos sociais, João Afonso, “esta unidade de atendimento vai não só servir para atender e encaminhar pessoas sem-abrigo, seja para centros de acolhimento ou para centros de desintoxicação, como para acolher uma estrutura que reúne todas as organizações que, em Lisboa, se ocupam das pessoas sem-abrigo” – estrutura essa que dá pelo extenso nome de Núcleo de Planeamento para Intervenção junto das Pessoas Sem-Abrigo.

A unidade de atendimento será um ponto de reunião dessas organizações e, diz ao Corvo o vereador João Afonso, deverá permitir às diversas organizações terem um modelo único de encaminhamento, que não faça reiniciar os processos quando eles chegam à Santa Casa da Misericórdia, na qual a câmara delegou competências para gerir a unidade de atendimento no Cais do Gás.

A mais recente contagem feita do número de sem-abrigo contabilizou “numa noite, 550 pessoas, entre as que se encontravam na rua e nos centros de acolhimento”, afirma João Afonso, admitindo que esse número não seja definitivo. Em Setembro do ano passado, a câmara admitia que o número de pessoas a viver na rua estava a aumentar, razão que levou a autarquia a querer abrir uma unidade de atendimento para encaminhar os sem-abrigo.

MAIS ACTUALIDADE

COMENTÁRIOS

  • pedron
    Responder

    RT @ocorvo_noticias: Atendimento aos sem-abrigo no Cais do Sodré abre em Maio – http://t.co/0dNJgOVpHl

  • Ricardo
    Responder

    Deixem-me perguntar,esse atendimento vai realmente dar resposta aos sem-abrigo ou é na prática apenas um convite para alguns se mandarem ao rio?Já vimos tantas promessas e tantos anúncios de boas intenções que o inferno deve estar lotado.

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Send this to a friend