AMBIENTE

Em ano de campanhas eleitorais, painéis de propaganda política continuam a desfear o espaço público de Lisboa

Em ano de campanhas eleitorais, painéis de propaganda política continuam a desfear o espaço público de Lisboa

A instalação de “outdoors” em algumas das mais movimentadas artérias da capital portuguesa sobe vertiginosamente antes da ida a votos. Com a campanha das europeias na rua, e as legislativas a ocorrerem dentro de meses, diversas praças e avenidas de Lisboa estão tomadas por painéis de enormes dimensões. O caos observável é incentivado pela legislação, na qual o direito constitucional à livre expressão suplanta o ordenamento paisagístico. A Câmara de Lisboa pede, por isso, mudanças na lei.
/

Ambiente

AMBIENTE

Em ano de campanhas eleitorais, painéis de propaganda política continuam a desfear o espaço público de Lisboa

Em ano de campanhas eleitorais, painéis de propaganda política continuam a desfear o espaço público de Lisboa

A instalação de “outdoors” em algumas das mais movimentadas artérias da capital portuguesa sobe vertiginosamente antes da ida a votos. Com a campanha das europeias na rua, e as legislativas a ocorrerem dentro de meses, diversas praças e avenidas de Lisboa estão tomadas por painéis de enormes dimensões. O caos observável é incentivado pela legislação, na qual o direito constitucional à livre expressão suplanta o ordenamento paisagístico. A Câmara de Lisboa pede, por isso, mudanças na lei ...
/
Medina duplica verba para 5 milhões no Orçamento Participativo de Lisboa e dá prioridade a propostas “verdes”

Medina duplica verba para 5 milhões no Orçamento Participativo de Lisboa e dá prioridade a propostas “verdes”

Fernando Medina (PS) aproveitou o anúncio dos vencedores de 2019 para prometer a duplicação do financiamento para o OP, no próximo ano, passando a câmara a distribuir cinco milhões de euros às ideias dos cidadãos para capital. O presidente da autarquia garante que as propostas “verdes” vão ter prioridade. Este ano, os munícipes de Lisboa escolheram como vencedores monumentos, estátuas, galerias de arte, parques infantis e uma homenagem ao movimento feminista. ...
/
Salgado contradiz Sá Fernandes: jardim situado nas traseiras do Fórum Picoas é mesmo propriedade municipal

Salgado contradiz Sá Fernandes: jardim situado nas traseiras do Fórum Picoas é mesmo propriedade municipal

Em Outubro passado, o vereador da Estrutura Verde acusara, em sessão da Assembleia Municipal de Lisboa, a Altice Portugal de desleixar a manutenção dos espaços verdes existentes entre as traseiras da sua sede e o Mercado 31 de Janeiro. E garantira mesmo que ia arranjar o espaço e apresentar a conta à empresa de comunicações. Só que, passados seis meses, o seu colega de executivo camarário responsável pelo Urbanismo vem dizer que, afinal, e ao contrário do que dizia Sá Fernandes, os terrenos são propriedade municipal ...
/
Lisboa vai ter novos bebedouros que permitem encher garrafas reutilizáveis e assim reduzir o uso do plástico

Lisboa vai ter novos bebedouros que permitem encher garrafas reutilizáveis e assim reduzir o uso do plástico

Se se confirmar, pode ser o fim da garganta seca para muitos. Depois do anúncio da proibição da venda de copos descartáveis, a partir do próximo ano, a câmara municipal promete investir em bebedouros públicos preparados para abastecer cantis e garrafas reutilizáveis. Numa primeira fase, enquadrada pela comemoração do “Lisboa Capital Verde Europeia 2020”, a nova geração de equipamentos será colocada em três dezenas dos mais movimentados pontos da cidade. ...
/
Contra a aparente inevitabilidade dos contentores, grupo de cidadãos insiste na criação de jardim no Martim Moniz

Contra a aparente inevitabilidade dos contentores, grupo de cidadãos insiste na criação de jardim no Martim Moniz

Enquanto não se conhece a versão final do projecto de requalificação da praça, nem decorre a prometida discussão pública, mantém-se a pressão para que a área não se transforme numa “espécie de centro comercial” a céu aberto. Dando seguimento à exigência feito através de um cordão humano, uma petição quer que, no curto prazo, se transforme a Praça Martim Moniz “numa zona verde onde seja possível relaxar e sentir bem a cidade”. ...
/
Viver a chegada da Primavera em Monsanto

Viver a chegada da Primavera em Monsanto

Por entre uma vegetação densa, formada por Cedros do Bussaco (Cupressus lusitanica), o Pinheiro Manso (Pinus pinea) e o Pinheiro de Alepo (Pinus halepensis), mas também Sobreiros (Quercus suber), as Azinheiras (Quercus rotundifolia) e Carvalhos Cerquinhos (Quercus faginea), podemos encontrar a tranquilidade para cortar o ritmo agitado da cidade. Existe uma dúzia de percursos pedonais, dois dos quais comunicam directamente com a malha urbana da capital ...
/
Terrenos frente à escola abandonada para fazer Terceira Travessia do Tejo vão ser convertidos em parque verde

Terrenos frente à escola abandonada para fazer Terceira Travessia do Tejo vão ser convertidos em parque verde

Câmara de Lisboa continua a negociar com a administração central uma solução para a Afonso Domingues, abandonada desde 2010 para que se fizesse a “ponte do TGV”. A reocupação poderá ser temporária, até se decidir se haverá ou não Terceira Travessia do Tejo. Mas já se sabe que os terrenos em frente, hoje convertidos em vazadouro de entulho, darão lugar a um parque verde ...
/
Moradores da Graça contestam construção de condomínio de luxo em logradouro antes cheio de árvores

Moradores da Graça contestam construção de condomínio de luxo em logradouro antes cheio de árvores

O que era um terreno de 0,6 hectares, densamente arborizado, numa encosta com vista sobre o Tejo, prepara-se para ser cenário de construção de um condomínio de luxo. Algo de que os moradores ficaram a saber, há poucas semanas, quando as máquinas entraram pelo logradouro adentro e derrubaram quase todas as árvores. Depois do choque, mobilizam-se para suspender o projecto ...
/
Loading...

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografias & Fotografia

Paula Ferreira
Fotografía

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com