Ao contrário do que era expectável, os acessos do átrio Norte do Metro do Areeiro vão permanecer fechados por período indefinido e não reabrem hoje. O Metropolitano de Lisboa só vai abrir os acessos quando toda a obra estiver concluída – o que se desconhece quando acontecerá e pode remeter para um horizonte longínquo.

 

Em resposta às questões colocadas pelo Corvo, a empresa rejeita as informações que foram prestadas por trabalhadores que, na terça-feira passada, se encontravam no local e afirmaram estar a proceder a uma limpeza para que as saídas de Metro existentes na Praça do Areeiro e na Avenida Padre Manuel da Nóbrega pudessem reabrir hoje – o que, afinal, não se concretizará.

 

2015-05-12 11.36.52

 

“O Metropolitano de Lisboa encontra-se a consolidar o projeto de remodelação do átrio norte da estação Areeiro, prevendo lançar o respetivo procedimento de concurso no decorrer do presente ano, pelo que a reabertura de acessos em causa apenas será efectuada após conclusão das obras”, referiu a empresa, sem prever qualquer horizonte temporal para que todo este processo esteja concluído, nem o que determinou alterações ao projecto inicial ou o que efectivamente irá ser feito.

 

Os trabalhos de limpeza que estavam a ser efectuados na terça-feira não terão estado a cargo do Metropolitano, já que a assessoria de imprensa da transportadora refere também que, “para já, não está nada em curso da parte do Metro”.

 

Texto: Fernanda Ribeiro

 

  • Luís Brântuas
    Responder

    :

  • Tuga News
    Responder

    [O Corvo] Afinal, os acessos ao átrio Norte do Metro do Areeiro vão continuar fechados http://t.co/VymBqvo49n

  • Tuga News
    Responder

    [O Corvo] Afinal, os acessos ao átrio Norte do Metro do Areeiro vão continuar fechados http://t.co/VymBqvo49n

  • Vítor Carvalho
    Responder

    Gestão do Metropolitano e da Carris para a Câmara Municipal de Lisboa – Página Oficial, já!

  • Bruno Candeias
    Responder

    Acho que é daquelas situações em que mais vale esperar sentado.. o plano inicial era o metro continuar o túnel para fazer a ligação subterrânea à estação dos comboios de Roma/Areeiro, mas não me parece haver muita força de vontade para fazer isso..

    Há uns tempos tirei uma foto que acho que é um bom retrato da situação:

    Cumprimentos

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com