Apesar do anunciado fecho, Livraria Ulmeiro deverá mesmo manter-se aberta e até planeia publicar livros

Apesar do anunciado fecho, Livraria Ulmeiro deverá mesmo manter-se aberta e até planeia publicar livros

“Vamos esgotar todas as possibilidades para ficar aqui. E é muito provável que tal venha a acontecer, estamos a tratar disso”, assegura a O Corvo o homem que, com uma persistência quixotesca, e a ajuda permanente da mulher Lúcia Ribeiro, 74, mantém, há quase meio-século, no número 13A da Avenida do Uruguai, as portas abertas desta espécie de arca transbordante de livros. O gato Salvador pode dormir descansado entre as pilhas de papel.
/

Medina garante que número de habitações municipais de Lisboa ocupadas ilegalmente é “marginal”

Medina garante que número de habitações municipais de Lisboa ocupadas ilegalmente é “marginal”

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) continua sem divulgar o número de casas de habitação social por si geridas ocupadas ilegalmente na cidade. “O município tem um parque habitacional de quase 25 mil casas. Há, naturalmente, algumas situações de ocupação indevida, a que iremos pôr cobro, mas é um número bastante marginal do ponto de vista da sua dimensão, face ao total de casas da Câmara de Lisboa”, diz o presidente da autarquia da capital.
/
Criar mais estacionamento em Lisboa pode “convidar” ao uso do carro e desincentivar mobilidade sustentável

Criar mais estacionamento em Lisboa pode “convidar” ao uso do carro e desincentivar mobilidade sustentável

Apesar dos anúncios de mais lugares de estacionamento em Lisboa, eles parecem sempre poucos em relação à procura. Provam-no os protestos frequentes de moradores e trabalhadores. Que acontecem agora com mais intensidade, quando a EMEL expande as zonas tarifadas para os bairros onde ainda não operava. Até 2022, deverá controlar mais 60 mil lugares na via pública. Prevêem-se também 5.600 novos lugares em parques fechados, no mesmo período. Dinâmica que parece contraditória com o objectivo da Câmara de Lisboa de reduzir a dependência face ao automóvel.
/

Moradores contestam construção de muro com azulejos em jardim junto à Assembleia Municipal de Lisboa

Moradores contestam construção de muro com azulejos em jardim junto à Assembleia Municipal de Lisboa

Num canteiro relvado do Jardim Fernando Pessa, na freguesia do Areeiro, começou a ser construído um muro de azulejos. Moradores e trabalhadores na zona acham o mural “totalmente desnecessário”. Poderá afectar a fruição do espaço público, dizem, considerando ainda que havia outras opções para colocar o monumento. . A obra, alusiva à Carta de Lisboa, custou 30 mil euros à Câmara de Lisboa, valor considerado excessivo por alguns.
/
Movimento “Ouvi na Freguesia” acaba de nascer nas Avenidas Novas para pôr lisboetas a debater problemas da cidade

Movimento “Ouvi na Freguesia” acaba de nascer nas Avenidas Novas para pôr lisboetas a debater problemas da cidade

Três moradores das Avenidas Novas juntaram-se para criar o movimento cívico “Ouvi na Freguesia”. Querem dar mais voz aos habitantes de uma parte nobre da cidade que, apesar da sua localização central, consideram ser pouco ouvida. Por isso, vão realizar debates a cada dois meses. Ambicionam, todavia, chegar a todas as freguesias da capital. O primeiro encontro acontece nesta terça-feira, 13 de Novembro, e é sobre prostituição, que dizem ser um dos maiores problemas do bairro.
/

Ambiente. Em destaque

Mobilidade. Em destaque

Urbanismo. Em destaque

Vida na Cidade. Em destaque

Portfólio.  Muitas vezes, o que se passa na cidade pode ser melhor descrito em fotografias. Ei-las

Portfólio

Uma visita à Estufa Fria de Lisboa, um oásis urbano num Outono quente

Uma visita à Estufa Fria de Lisboa, um oásis urbano num Outono quente

O regresso à rotina, depois do período de férias estivais, é uma inevitabilidade ditada pelo calendário. Mas o tempo meteorológico tem, nos últimos anos, dilatado a sensação de gozo do veraneio, com as temperaturas altas para a época a sugerirem que a estação termina já bem dentro do Outono. A solução para melhor aguentar o desfasamento do ciclo das estações poderá passar por fazer uma pausa e visitar a Estufa Fria de Lisboa. Um bom motivo para voltar a entrar neste jardim único em Lisboa será, sem dúvida, a exposição “À descoberta de uma nova espécie para a ciência”, dedicada a uma espécie de musgo encontrada por cientistas portugueses em 2005 e ali patente até 20 de Outubro ...

Galeria de Vídeos. 

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com