Condomínio de luxo em antigo terreno da EPUL na Graça contestado pelo seu grande impacto visual e urbanístico

Condomínio de luxo em antigo terreno da EPUL na Graça contestado pelo seu grande impacto visual e urbanístico

As obras do novo empreendimento de luxo da colina da Graça, "Terraços do Monte", já deveriam ter arrancado em Outubro passado. O atraso percebe-se quando se analisa o projecto arquitectónico, que terá sido indeferido várias vezes, antes de ser aprovado pelo vereador do Urbanismo, em Agosto passado. Foram feitas várias alterações à proposta inicial, por esta não respeitar o sistema de vistas e a volumetria ser excessiva para aquela zona histórica da cidade. Apesar das revisões, ainda subsistem dúvidas entre a vereação, que considera que o projecto nem deveria ir a reunião de câmara antes de ser discutido.
/

Museu dos Descobrimentos em Lisboa deverá ter um núcleo dedicado à escravatura, diz assembleia municipal

Museu dos Descobrimentos em Lisboa deverá ter um núcleo dedicado à escravatura, diz assembleia municipal

A Assembleia Municipal de Lisboa (AML) defende que a criação de um Museu dos Descobrimentos na capital portuguesa deverá ser garantida através de uma estrutura com vários pólos, relevando os aspectos “mais ou menos positivos” daquele momento histórico. O que pressupõe também “um núcleo dedicado à temática da escravatura”. Uma recomendação surgida na sequência da discussão da petição “Lisboa precisa de um Museu dos Descobrimentos, da expansão e da Portugalidade”.
/
Na Picheleira trabalha-se com medo e há espaços municipais que albergam 'salas de chuto' ilegais e carros furtados

Na Picheleira trabalha-se com medo e há espaços municipais que albergam ‘salas de chuto’ ilegais e carros furtados

Sete artistas a trabalharem em imóveis municipais, na freguesia do Beato, queixam-se de tentativas de assalto frequentes e de conviverem paredes-meias com espaços ocupados abusivamente. Nestes consomem-se drogas e até há quem lá guarde carros furtados. Em 2005, os artistas assinaram protocolos para de ocupação de espaços não-habitacionais da Câmara de Lisboa para ali montarem os seus ateliês. Investiram dezenas de milhares de euros na reabilitação dos novos locais de trabalho.
/

Dar o nome de José Saramago a praça renovada no Campo das Cebolas divide opiniões dos comerciantes da zona

Dar o nome de José Saramago a praça renovada no Campo das Cebolas divide opiniões dos comerciantes da zona

A atribuição do nome Largo José Saramago à área em frente à Casa dos Bicos, requalificada recentemente, não agrada a todos. O sítio é conhecido por Campo das Cebolas e há quem receie que a designação original seja esquecida. Mas também há também quem elogie a decisão da autarquia e considere que esta é uma forma de chamar mais turistas, atraídos pelo Nobel da Literatura. “O que tem dado mais nome à zona, e ajudado até nos nossos negócios, é o José Saramago”, diz um comerciante.
/
Vizinhos e visitantes do miradouro do Largo das Necessidades dizem que novo hospital lhes rouba a vista do Tejo

Vizinhos e visitantes do miradouro do Largo das Necessidades dizem que novo hospital lhes rouba a vista do Tejo

A grande maioria dos que frequentam o Miradouro do Largo das Necessidades não consegue deixar de reparar na grande barreira que, nas últimas semanas, a partir dali, se lhes interpõe entre a vista e a zona ribeirinha do Tejo. A construção do novo hospital Cuf Tejo, em Alcântara, alterou de forma radical a paisagem. E há quem não gosto do que vê. “É um autêntico mamarrachão o que aí está! Tirou-nos a vista que tínhamos daqui, que era uma coisa linda”, queixa-se Maria Silva, moradora no largo.
/

Ambiente. Em destaque

Mobilidade. Em destaque

Urbanismo. Em destaque

Vida na Cidade. Em destaque

Portfólio.  Muitas vezes, o que se passa na cidade pode ser melhor descrito em fotografias. Ei-las

Portfólio

Uma visita à Estufa Fria de Lisboa, um oásis urbano num Outono quente

Uma visita à Estufa Fria de Lisboa, um oásis urbano num Outono quente

O regresso à rotina, depois do período de férias estivais, é uma inevitabilidade ditada pelo calendário. Mas o tempo meteorológico tem, nos últimos anos, dilatado a sensação de gozo do veraneio, com as temperaturas altas para a época a sugerirem que a estação termina já bem dentro do Outono. A solução para melhor aguentar o desfasamento do ciclo das estações poderá passar por fazer uma pausa e visitar a Estufa Fria de Lisboa. Um bom motivo para voltar a entrar neste jardim único em Lisboa será, sem dúvida, a exposição “À descoberta de uma nova espécie para a ciência”, dedicada a uma espécie de musgo encontrada por cientistas portugueses em 2005 e ali patente até 20 de Outubro ...

Galeria de Vídeos. 

O Corvo nasce da constatação de que cada vez se produz menos noticiário local. A crise da imprensa tem a ver com esse afastamento dos media relativamente às questões da cidadania quotidiana.

O Corvo pratica jornalismo independente e desvinculado de interesses particulares, sejam eles políticos, religiosos, comerciais ou de qualquer outro género.

Em paralelo, se as tecnologias cada vez mais o permitem, cada vez menos os cidadãos são chamados a pronunciar-se e a intervir na resolução dos problemas que enfrentam.

Gostaríamos de contar com a participação, o apoio e a crítica dos lisboetas que não se sentem indiferentes ao destino da sua cidade.

Samuel Alemão
s.alemao@ocorvo.pt
Director editorial e redacção

Daniel Toledo Monsonís
d.toledo@ocorvo.pt
Director executivo

Sofia Cristino
Redacção

Mário Cameira
Infografías 

Paula Ferreira
Fotografía

Margarita Cardoso de Meneses
Dep. comercial e produção

Catarina Lente
Dep. gráfico & website

Lucas Muller
Redes e análises

ERC: 126586
(Entidade Reguladora Para a Comunicação Social)

O Corvinho do Sítio de Lisboa, Lda
NIF: 514555475
Rua do Loreto, 13, 1º Dto. Lisboa
infocorvo@gmail.com

Fala conosco!

Faça aqui a sua pesquisa

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com