Valor de prédios da Câmara de Lisboa vai ser fixado por avaliadores independentes

por • 6 Dezembro, 2017 • Actualidade, Segunda Chamada, URBANISMOComentários (0)614

A partir de 1 de janeiro de 2018, todos as propriedades que a Câmara Municipal de Lisboa (CML) decidir vender ou comprar passarão a ter o valor determinado por avaliadores independentes contratados pela autarquia. Numa altura em que o mercado de compra e venda de casas mostra sinais de uma dinâmica nunca vista, a câmara liderada por Fernando Medina decidiu criar uma Bolsa de Avaliadores Imobiliários para lhe dar assistência em todas as vezes que tiver de realizar uma transacção. Os indivíduos ou empresas a incluir neste conjunto de avaliadores, à qual se podem candidatar até 15 de dezembro, serão remunerados por uma tabela que vai dos 350 euros por avaliação a uma fracção inferior a 150 metros quadrados até aos dois mil euros para uma avaliação de um terreno para construção com uma área superior a 30 mil metros quadrados.

 

“Dada a importância dos processos de avaliação imobiliária para a Câmara Municipal de Lisboa, mormente nas operações de aquisição e venda de património, tornar-se fundamental impor-se a necessidade de um grande rigor, credibilidade técnica, idoneidade e transparência nestes processos”, lê-se no documento em que definido os critérios do processo de selecção dos avaliadores que, daqui a um mês, passará a ser requisitados pela Direcção Municipal de Gestão Patrimonial (DMGP). Entidade que diz ter definido “critérios exigentes relativamente à qualificação dos avaliadores, às garantias de idoneidade, ausência de incompatibilidades e responsabilidade civil”. Os trabalhos a desenvolver consistem na avaliação imobiliária dos imóveis a listar, compreendendo terrenos, edifícios, infra-estruturas, melhoramentos ou beneficiações nos terrenos e edifícios, e equipamentos com carácter permanente e indissociável dos edifícios.

 

O Corvo questionou a câmara sobre os objectivos e moldes de funcionamento desta Bolsa de Avaliadores Imobiliários, mas os serviços da autarquia remeteram as explicações para o anúncio com as condições gerais de acesso à referida bolsa.

 

Texto: Samuel Alemão

 

Pin It

Textos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *