PSD diz que Fernando Medina tem tido “sorte” e a “ajuda da comunicação social”

por • 1 Junho, 2016 • Actualidade, SlideshowComentários (3)721

Com os partidos a prepararem-se para as eleições autárquicas a realizar após o verão de 2017, o PSD acha que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML), Fernando Medina (PS), tem sido um homem a quem a sorte lhe tem sorrido. Razão pela qual não fará uma avaliação muito negativa do seu mandato. Tanto que Victor Gonçalves, ex-vereador e agora líder da bancada laranja na Assembleia Municipal de Lisboa (AML), fala mesmo na “sorte” e na “felicidade” que Medina terá tido com “o que lhe caiu nas mãos de forma espantosa” e que “está a transformar o seu mandato num mandato muito facilitado”.

 

“Fernando Medina tem algum jeito, alguma habilidade, é bastante novo e inteligente”, considera Gonçalves, que falava na sessão desta terça-feira (31 de maio) da assembleia municipal. Mas não deixou de assinalar que Medina – que não estava presente – “tem a comunicação social a ajudá-lo de uma maneira eficaz e permanente”, o que lhe permitirá ter “acesso a auditórios públicos razoáveis” e lhe conferirá a imagem de “ser o único actor da Câmara Municipal de Lisboa”. O deputado municipal do PSD diz mesmo que apenas Helena Roseta, presidente da AML, “disputa o palco com o Dr. Medina, tendo uma intervenção forte”.

 

Para Gonçalves, o mandato de Medina – iniciado em Abril de 2015, após António Costa ter decidido abandonar o cargo de presidente da autarquia que desempenhava desde 2007, para se lançar na corrida eleitoral que o conduziria a primeiro-ministro – “tem sido tanto mais facilitado, se o compararmos com mandatos anteriores, onde as limitações financeiras eram enormes e a capacidade de endividamento quase impossível”. O deputado municipal social-democrata recordou mesmo o tempo em que Carmona Rodrigues (PSD) liderava o executivo da câmara municipal – entre 2004 e 2007 -, quando “era impossível recorrer aos financiamentos e havia angústias nos pagamentos”.

 

Sem fazer referência explícita ao negócio em que, em 2012, o município de Lisboa recebeu 286 milhões de euros do Governo liderado por Pedro Passos Coelho como forma de pagamento pelos terrenos do Aeroporto de Lisboa, Victor Gonçalves considerou que foi essa a razão principal para a substancial mudança de cenário. “O tão odiado governo anterior foi altamente generoso para este executivo (camarário), ao atribuir-lhe condições únicas em termos do que foi o apoio do Governo ao Município de Lisboa”, disse, já depois de ter considerado que a gestão socialista da CML foi “iluminada” com “uma abertura aos créditos e a empréstimos que vieram resolver muita coisa”. “Mas ainda bem que assim foi”, afirmou.

 

Mas Gonçalves não deixou de criticar o que considerou o “aumento brutal de impostos” na cidade, por contraponto com outros municípios. E deu o exemplo de Oeiras como um concelho onde até será compreensível que se possa cobrar mais taxas municipais, por, na sua opinião, demonstrarem um melhor desempenho que Lisboa em questões tão básicas quanto a limpeza do espaço público. O social-democrata não deixou, porém, de elogiar o “bom desempenho” do município de Lisboa na “compatibilização da movida lisboeta com a vida dos seus habitantes” e nas políticas de desporto.

 

Mas esses pontos positivos serão ofuscados, diz o líder da bancada do PSD na assembleia, pelo que considera ser o resultado negativo das políticas de reabilitação urbana e de repovoamento da cidade. “Alguma reabilitação tem sido feita, mas tem havido um despovoamento permanente da cidade de Lisboa”, criticou, sem deixar de apontar também o facto de na mobilidade ser flagrante o atraso na concretização da rede de bicicletas partilhadas, anunciado já em 2007.

 

Texto: Samuel Alemão

 

 

Pin It

Textos Relacionados

3 Responses to PSD diz que Fernando Medina tem tido “sorte” e a “ajuda da comunicação social”

  1. Tuga News Tuga News diz:

    [O Corvo] PSD diz que Fernando Medina tem tido “sorte” e a “ajuda da comunicação social” https://t.co/FaJxjgkhUD #lisboa

  2. Tudo sorte. No fundo o que este senhor diz é que Medina é a pessoa com mais sorte do mundo. O pagamento dos terrenos do aeroporto não foi justo, foi sorte. O “já depois de ter considerado que a gestão socialista da CML foi “iluminada” com “uma abertura aos créditos e a empréstimos que vieram resolver muita coisa””, também é sorte, até porque os bancos abrem linhas de crédito baseadas na sorte ou azar dos intervenientes… É preciso ter paciência… Podia ao menos dar os parabéns ao excelente trabalho que se tem feito em Lisboa, principalmente na gestão das contas públicas, do pagamento a fornecedores e na estratégia seguida para a cidade. Sim, o lixo é uma coisa a melhorar. Já deveriam ter sido criadas estratégias para combater o lixo, As pessoas porcas e por fim a pressão turística que direta ou indiretamente veio agravar o problema.