Palácio Sinel de Cordes acolhe festival de músicos unidos por uma casa no Saldanha

por • 7 Setembro, 2016 • Dicas, Segunda ChamadaComentários (1)819

Costuma ser uma coisa muito lá de casa. Desta vez terá é uma escala bem maior. Por isso, pediu-se de empréstimo o Palácio Sinel de Cordes, no Campo de Santa Clara, para fazer o festival MagaFest, que vai já na terceira edição. Habituados a tocarem, desde 2012, na sala de estar da habitação da designer Inês Magalhães, na zona do Saldanha, em sessões realizadas, todos os meses, sob a designação Magasessions, alguns dos mais importantes artistas nacionais de filiação independente vão celebrar, no próximo sábado (10 de setembro), entre as 18h e as 2h, a sua inventividade musical juntamente com os fãs. No edifício onde está a Trienal de Arquitectura de Lisboa ocorrerá uma espécie de festa da rentrée de alguns dos mais estimulantes músicos portugueses. A criatividade voltou de férias.

 

No cartaz, há intérpretes de várias gerações e tipologias sonoras, embora o elemento unificador seja o desejo de se apresentarem novas leituras musicais. No fundo, a matéria de que se faz uma cidade cosmopolita. Tó Trips & João Doce, Selma Uamusse, Norman, Carlos Bica+ Jim Black+Frank Möbus, Madalena Palmeirim, Sopa de Pedra, Alek Rein, Abysmo Speed Date e Tra$h Converters vão expor as suas idiossincrasias criativas no jardim do palácio, ao longo de seis horas de actuações. “O espírito é o mesmo das sessões que acontecem mensalmente em minha casa, mas com uma dimensão maior”, explica ao Corvo Inês Magalhães, ao dar conta da conversão de escala de um projecto de escala doméstica. Haverá ainda lugar a uma exposição da fotógrafa Vera Marmelo e a algumas surpresas.

 

O Magafest acontece pela terceira vez, depois do assinalável êxito alcançado em 2014 e 2015, em festas organizadas na Casa Independente, no Largo do Intendente. Bruno Pernadas, Memória de Peixe, João Lobo, J.P. Simões, Não Simão, Nome Comum, Norberto Lobo e Gabriel Ferrandini, Noz e Tiago Sousa, Norberto Lobo & Carlos Bica, Filho da Mãe, Lula Pena, Silence Is a Boy, Minta & The Brook Trout, Garcia da Selva, Simão e Jibóia foram os nomes que actuaram nessas duas edições. Ao longo dos últimos quatro anos, as Magasessions já acolheram mais de seis dezenas de espetáculos em casa de Inês Magalhães. Ao contrário desses concertos, que são gratuitos, a entrada no festival custa 20 euros.

 

Mais informações: magasessions.com/magafest-2016

 

Texto: Samuel Alemão    Fotografia: Nin Oh

 

Pin It

Textos Relacionados

One Response to Palácio Sinel de Cordes acolhe festival de músicos unidos por uma casa no Saldanha

  1. Palácio Sinel de Cordes acolhe festival de músicos unidos por uma casa no Saldanha https://t.co/CEXk15gCcX