O regresso da Crew Hassan

por • 26 Junho, 2015 • Reportagem, SlideshowComentários (2)4024

Dez anos depois da abertura do seu primeiro espaço e cinco após o fecho do mesmo, a Crew Hassan está de volta. Mudou de bairro, de horário e de uma certa postura que não chega, no entanto, a trair o seu ADN. Está agora a funcionar nos Anjos, perto do Mercado do Forno do Tijolo. A dois passos do Intendente, portanto. Mais uma peça numa zona em acelerado processo de regeneração demográfica.

 

Texto: Rui Lagartinho

 

É um espaço amplo, rasgado para a rua por janelas que o acompanham e deixam filtrar luz durante todo o dia. Nesta sua nova fase de vida, a associação Crew Hassan abre às dez da manhã. Uma das novidades em relação ao outro espaço, que abria só ao fim da tarde.

 

“Não fazia sentido, nesta nova etapa, fazer o mesmo que fazíamos nos cinco anos em que a Crew Hassan esteve aberta, entre 2005 e 2010. Nessa altura, formámos uma cooperativa, agora fundámos uma associação cultural”, explica ao Corvo Renato Rodrigues, um dos membros do núcleo duro de dez pessoas que dinamizam a nova associação.

 

“Durante cinco anos, fomos pioneiros e queríamos provocar, com um certo radicalismo de atitude, a começar pelo nome escolhido. Hassan era um nome mal visto, ligado ao terrorismo pós-Torres Gémeas. Seguiu-se uma pausa de cinco anos, a partir do momento em que tivemos de abandonar a zona dos Restauradores”, confessa Renato. E acrescenta que, quando pode, evita passar na estreita Rua das Portas de Santo Antão, nas traseiras aos Restauradores, onde o prédio que habitaram até 2010 está ao abandono.

 

DSCN0347

 

Memórias fortes de um espaço e de um tempo pioneiros na ocupação e dinamização de prédios devolutos, que, de repente, ganhavam vida, convívio e onde muita gente foi feliz entre vinis, bebidas e até uma barbearia. O exemplo, com nuances, foi depois replicado por outros, em diversos bairros da capital.

 

No espaço dos Anjos, entre a sala onde o público é acolhido, lá está a loja de vinil vintage que fez a imagem de marca da associação. E se, antigamente, junto às Portas de Santo Antão, se subia uma escada, aqui a escada desce até uma espaçosa cave. Lá decorrerão as aulas de dança ou o ioga. A capoeira e o forró já estão confirmados. No total, são quase 600 metros quadrados disponíveis para as actividades que os sócios viabilizarem.

 

DSCN0361

 

Um amplo canto lúdico, destinado às crianças, demonstra que o espaço foi pensado para toda a família. “Viemo-nos instalar no bairro dos Anjos e queremos acompanhar a dinâmica do que nos rodeia e que inclui casais jovens que se mudaram para aqui”. Confrontados sobre a adesão à moda de um bairro cada vez mais trendy, Renato promete que “a atitude descontraída se vai manter”.

 

DSCN0357

 

Estas primeiras semanas da nova Crew Hassan são de portas abertas. O bar disponibiliza uma selecção de tostas vegetarianas, sumos e chás naturais. Num curto prazo, a associação pensa abrir o espaço só aos sócios que pagarem uma quota anual de dez euros, cinco euros por três meses ou três euros por um mês.

 

https://www.facebook.com/ccrewhassan

 

DSCN0351

 

Pin It

Textos Relacionados

2 Responses to O regresso da Crew Hassan

  1. Tuga News Tuga News diz:

    [O Corvo] O regresso da Crew Hassan http://t.co/ekrrpdDoPG

  2. xxx. diz:

    Vocês são pessoas muito ruins!